BESSA GRILL
Início » Cidades » VOCÊ TEM CRISE DE QUÊ? por Fabiana Agra

VOCÊ TEM CRISE DE QUÊ? por Fabiana Agra

8/08/2015 13:22

11831643_904983072908272_8920115800923177858_nVOCÊ TEM CRISE DE QUÊ?
por Fabiana Agra
Sim, acredito que todo consumidor com idade de comprar algo no supermercado já notou que a crise mundial chegou às terras tupiniquins. Apesar de todo o esforço do Governo Federal, nos últimos três anos, em tentar se ajustar e até mesmo em tentar maquiar a realidade para não perder as eleições de 2014, não teve jeito: o fantasma da inflação voltou a rondar o bolso do brasileiro. A oposição fez a festa, então: inconformada com a derrota das urnas e querendo a todo custo que Aécio assuma, já está produzindo monstrengos ideológicos e de carreira. Ontem mesmo, ouvi uma entrevista do deputado federal Efraim Filho (DEM/PB), reclamando das crises energética e hídrica, indiretamente culpando a presidenta Dilma Rousseff. Peraê, cara-pálida! Dilma agora é responsável, também, pela seca que se alastra notadamente nas regiões Sudeste e Nordeste? Será que o nobre deputado desconhece que a matriz energética do Brasil é baseada na força das hidrelétricas? Decerto, a maioria dos deputados demistas e peessedebistas acreditam que se Aécio tivesse sido o vencedor, íntimo de São Pedro que é, o homem lá de cima logo no dia seguinte ao segundo turno, abriria as comportas do céu. Vai saber o que passa na mente desses políticos…
Ah, mas a Paraíba está produzindo também um monstrengo que envergonha não somente a nós, paraibanos, mas à memória do saudoso Ronaldo Cunha Lima, democrata até o último fio de cabelo, e vítima de perseguições e cassação do mandato logo após o golpe de 1964. Pois não é que seu filho, o atual senador Cássio Cunha Lima, está alardeando que o mais correto será marcar logo uma nova eleição presidencial, “porque a economia está mal e a presidenta não está conseguindo contornar a crise”?… Essa tentativa de golpe é tão calhorda que fala por si só e dispensa comentários. Mas essa artimanha de CCL lembra muito aquele cartola do time de futebol que, vendo seu time não ir bem no campeonato, contrata um novo técnico para salvar a sua pele e os investimentos. Não Cássio! Por onde anda o seu diploma de bacharel em Direito? Acaso esqueceu as aulas de Direito Constitucional?
É crise pra todo lado mesmo. Inda agora, fui fazer umas compras e, chegando à garagem do edifício, fiquei inutilmente esperando o “carrinho de feira” por cerca de 15 minutos. Aí perdi a paciência e comecei a subir com os pacotes, quando notei que o dito carrinho estava muito bem estacionado e satisfeito na sala de estar de um apartamento contíguo ao que eu estou. Crise de cidadania das bravas! Eu só não fui atrapalhar a animada conversa que rolava no sofá daquela sala porque, certamente, esse povo tipo “classe média alta” é o mesmo que, anteontem, bateu suas panelas feito menino birrento durante o programa do PT. Achei melhor engolir a indignação e fazer cinco viagens com os pacotes, porque aquele pessoal certamente pensa que o carrinho é de uso exclusivo deles, então, como diabos eu iria explicar que o uso é “coletivo” – até porque na sua futilidade, eles sequer imaginam o que seja e pra que serve o termo “coletivo”. Nessas horas, ficar calada, mas sair resmungando alto pelo corredor é sempre a melhor resposta…
Mas tem mais crise sim, Brasil afora. Uma das piores é a crise de conhecimento. A maioria da população não se dá ao trabalho (há também os que não tem recursos para tanto) de ler, de estudar, de conhecer a História e, alimentando-se do veneno destilado ao longo dos anos por uma mídia cada vez mais voltada aos interesses de seus donos, começa a alimentar um ódio a tudo e a todos, principalmente às minorias e ao PT. E ai de quem, dentro dessa mesma mídia carcomida, tente dizer o contrário; estão aí os exemplos de Jô Soares, Marieta Severo, Duvivier, entre outros, que não nos deixam mentir. Ah, mas o buraco é mais embaixo e mais fundo: hoje mesmo recebi informes de amigos internautas, dando conta de uma página no Facebook que pede a morte do ex-presidente Lula; já fiz a minha parte, também denunciei tal infâmia e estou aguardando o que a rede de Mark Zuckerberg tem a dizer.
Ainda sobre as crises nossas de cada dia, tem aquela que dá pena só de ver: o eterno “complexo de vira-latas” que não quer abandonar uma boa parcela da nossa população. Talvez por desconhecer o que anda acontecendo mundo afora, essa turma continua alardeando que o paraíso está nos EUA e na Europa (ah, sem esquecer de Dubai) e sem reconhecer os avanços sociais vivenciados pelo Brasil nos últimos anos. Alguém conhece algum país aonde a crise ainda não chegou? Será em Portugal, onde milhares estão enfrentando filas gigantescas para garantir um prato de sopa na noite gelada de Coimbra ou do Porto? Será que a prosperidade está existindo na Grécia e na Espanha? Até a China, com seus mecanismos econômicos agressivos, parou de crescer a níveis satisfatórios, e os EUA, mesmo que tenham estancado o pior, ainda vivem momentos difíceis. Talvez a Dinamarca e a Noruega, por suas particularidades, estejam em melhor situação…
Ah, mas a pior crise que pode existir atualmente é a tal “crise de abstinência”. Essa é a que está alimentando as inúmeras tentativas de golpes que o Brasil já enfrentou e ainda enfrentará ao longo de 2015. Crise de abstinência do poder, por parte de uma elite que, ao longo de mais de 500 anos, vem se locupletando às custas de um Brasil que, de tão rico, ainda sobrevive à tal sangria desvairada e vampiresca.
Reage, Brasil! Reajam, brasileiros! Não podemos permitir esse ataque tão frontal à nossa jovem democracia. Não podemos permitir que Moro, Eduardo Cunha e Ren
www.reporteriedoferreira.com* Fabiana Agra é advogada e jornalista