BESSA GRILL
Início » Política » Vereadora se revolta e diz estar sendo perseguida por Agra

Vereadora se revolta e diz estar sendo perseguida por Agra

vereadora pessoense Sandra Marrocos (PSB) mais uma vez se queixou do prefeito da capital, Luciano Agra (sem partido) e o acusou se persegui-la

12/09/2012 22:26
A vevereadora pessoense Sandra Marrocos (PSB) mais uma vez se queixou do prefeito da capital, Luciano Agra (sem partido) e o acusou se persegui-la. Foi durante a sessão de hoje na Câmara Municipal. Na tribuna, a parlamentar chegou a dizer que “só votará projetos sabendo do que se trata”. A socialista se irritou com o gestor porque outro projeto de sua autoria recebeu veto.
– O prefeito veta projetos só porque são meus. O mais irônico foi que o  prefeito me deu uma ideia de construção de edifícios garagens subterrâneas e verticais e para não ser inconstitucional eu fiz com que ele fosse de orientação e ele vetou também. Como é que a pessoa dá a ideia e depois veta? Ache o prumo, Luciano Agra! Eu não passo por cima de ninguém, mas se vier passar por cima de mim, rasga os pneus porque eu sou feita de brita e de pedra!
Sandra, ao admitir que teria votado projetos sem pleno conhecimento, se posicionou contrária ao percentual de 70% aplicado como reajuste aos vereadores de João Pessoa.
– Eu sou contra e todo mundo sabe disso. Eu sou contra os 70% de aumento. Deviam ouvir os 20 vereadores e tem um deles que vai para o guia dizer que foi contra. Naquele dia foram aprovados mais de 500 projetos. Quando eu saio para dar uma entrevista, os vereadores continuam votando e são aprovadas. Eu não vou mentir.
Ao ser questionada sobre a acusação de “desequilíbrio” feita pelo colega de parlamento, Bira, Sandra não deixou por menos:
– Quem está desequilibrado é ele que está vendo a hora de ser expulso do partido. Bira, desequilibrado é vossa excelência que pega um monte de gente para ir à reunião do Conselho de Ética. Se ele está no Conselho de Ética é porque é merecedor. Desequilibrado é ele que está morrendo de medo porque tem tido atitudes que merecem a expulsão.A entrevista foi concedida ao repórter Dênis Coelho, da Nova Tambaú FM.