BESSA GRILL
Início » Política » Vereador Malbathan dá “golpe de mestre” em Luzimar Nunes na briga pelo comando da Câmara Municipal de Conde

Vereador Malbathan dá “golpe de mestre” em Luzimar Nunes na briga pelo comando da Câmara Municipal de Conde

16/10/2018 08:39
Com um planejamento pra lá de estratégico, o vereador Malbathan Filgueiras Pinto (SD) guardou quase dois anos para devolver a covardia, como assim foi chamada na época, praticada pelo também vereador Luzimar Nunes (PSDC), atual presidente da Câmara Municipal de Conde, quando o mesmo numa disputa para a Presidência da Casa Legislativa, no ano passado, traiu o grupo comandando pelo vereador do Solidariedade, se aliando a atual prefeita Márcia Lucena (PSB) e assumindo o cargo máximo do Poder Legislativo.
 
Na tarde desta segunda-feira (15), depois de três sessões (uma ordinária e duas extraordinárias) na Câmara Municipal, Malbathan Pinto concordou com todos os atos do atual presidente Luzimar Nunes que queria ser reconduzido ao cargo por mais dois anos, mesmo já tendo sido eleita para o Biênio 2019\2020 uma nova Mesa Diretoria encabeçada pelo vereador Carlos André (Manga Rosa). Impetrou requerimento de nº 125, em comum acordo com o presidente da Casa Cícero Leite, pedindo a anulação da eleição que elegeu Carlos André, o que foi aprovado por unanimidade e convocando uma nova eleição, que ocorreria logo em seguida.
 
O acordo, no entanto, teria como presidente Luzimar Nunes e na vice-presidência o vereador Malbathan Pinto. A chapa chegou a ser montada e registrada, porém, nos bastidores, Malba “costurou” uma nova chapa, com o apoio de seis vereadores dos 11 que integram a Câmara Municipal. Na hora da leitura das chapas inscritas, quando o presidente Luzimar Nunes disse que se tratava de chapa única, eis que Malbathan havia protocolado na Secretaria da Casa Legislativa a renúncia na chapa encabeçada por Luzimar Nunes.
 
O ocorrido pegou todos de surpresa. Um grande tumulto aconteceu no plenário da Câmara Municipal e nas galerias. O atual presidente Luzimar Nunes chegou a se retirar da sessão após encerrar a mesma, o que teve sua continuidade sobre o comando do vice-presidente, o vereador Ricardo Pereira (Pastor Cacá). Funcionários da Câmara Municipal chegaram a apagar as luzes da casa legislativa, mesmo assim a sessão continuou e nove vereadores participaram da sessão que elegeu o pastor Daniel e Malbathan Pinto como presidente e vice-presidente da Casa Legislativa para o biênio 2019\2020. Foram seis votos a favor e três abstenções.
 
No fim da tumultuada sessão, o vereador Malbathan Pinto não quis falar em “revanche”, apenas adiantou se tratar de um avanço na democracia no município de Conde. A composição da nova mesa, que chega com o apoio de seis dos 11 vereadores, promete ser uma “dor de cabeça” para a gestão da atual prefeita Márcia Lucena.
 
por: Marcos Lima