BESSA GRILL
Início » Política » Tribunal de Justiça da PB mantém suspensa eleição da Mesa da Câmara Municipal de Alhandra.

Tribunal de Justiça da PB mantém suspensa eleição da Mesa da Câmara Municipal de Alhandra.

11/12/2013 00:03

 

TJPBRelator cita que há um conflito interno de normas para mudanças das regras do Regimento Interno da Câmara e mantém a eleição suspensa, rejeitando recurso do presidente eleito

A Primeira Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) manteve, por unanimidade, suspensa a antecipação da eleição da nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de Alhandra, para o biênio 2015/2016. A decisão foi tomada nesta terça-feira (10), durante a apreciação do agravo de instrumento (200068-68.2013.815.0000), tendo a relatoria do feito o desembargador José Ricardo Porto.

Conforme o relatório, o vereador-presidente buscava derrubar a liminar deferida no primeiro grau, que suspendeu os efeitos da resolução nº 02/13 e, por conseguinte, a própria eleição da Mesa Diretora. O mesmo alegou que, diferente do que fora afirmado no mandado de segurança, no momento da aprovação da citada resolução, estavam presentes seis dos 11 membros referidos da Casa Legislativa, e não apenas quatro, sendo inclusive aprovada e declinada a norma à unanimidade de votos.

No voto, o desembargador Ricardo Porto ressaltou que há um conflito interno de normas para mudanças das regras do Regimento Interno. “Enquanto um dispositivo exige maioria absoluta de seis vereadores, o outro impõe dois terços (8 vereadores)”, observou.

Ainda segundo o relator, a Resolução nº 02/13 foi aprovada sob regime de urgência, sem as formalidades exigidas pelo respectivo Regimento Interno em sem eu artigo 124 da Câmara local.

“Porquanto a antecipação da eleição da mesa diretora daquela Casa Legislativa para o próximo biênio não se enquadra como urgente, pois pode ser apreciada em oportunidade posterior, bem como não possibilitará a sua aplicação, após os trâmites e formalidades exigidos pela norma regimental”, concluiu o relator.