BESSA GRILL
Início » Política » Tensão ALPB tem bate boca e desligamento de titular de Comissão

Tensão ALPB tem bate boca e desligamento de titular de Comissão

22/03/2019 05:45

 

Tensão: ALPB tem bate boca e desligamento de titular de Comissão

O clima foi tenso na primeira reunião da Comissão de Saúde, Saneamento, Assistência Social, Segurança Alimentar e Nutricional da Assembleia Legislativa da Paraíba, ocorrida na manhã desta quinta-feira. Os trabalhos praticamente foram “silenciados” com a discussão envolvendo os deputados Wilson Filho, Doutora Paula e João Gonçalves, todos integrantes do mecanismo.

O bate-boca foi iniciado quando Doutora Paula trouxe à pauta assunto relativo à Cruz Vermelha e possíveis irregularidades praticadas pela organização social enquanto gestora do Hospital de Emergência e Trauma da capital. Wilson Filho e João Gonçalves informaram não ser oportuno “politizar” o momento.

Irritada, Doutora Paula disse que solicitaria o desligamento da Comissão da Saúde ainda hoje, por entender que estava sendo “silenciada” pelos colegas.  O deputado João Gonçalves amenizou o desconforto, justificando que não houve “cerceamento de fala e voz de ninguém”.

Para João Gonçalves, a saúde na Paraíba deve ser discutida de forma macro, e o papel da Assembleia Legislativa é dar essa contribuição à população visitando hospitais, buscar fiscalizar os serviços prestados à sociedade, promover audiências públicas, dentre outras atribuições pertinentes ao  Parlamento.

“A deputada já usou a tribuna ontem, e disse o que tinha para falar. Hoje, na comissão, foi a mesma coisa. O que eu disse? Que essa comissão não pode ser politizada. A saúde é bem maior. É macro. Se tem um problema existente com a OS da Cruz Vermelha, a Justiça já está apurando. Não se pode usar toda uma comissão para um assunto que  está sendo investigado pela Justiça”, considerou João Gonçalves.

Ao final, João Gonçalves externou seu respeito à Doutora Paula enquanto “mulher, mãe e deputada”, ressaltando que o contraditório deve ser respeitado. “Somos 36 deputados. Eu não preciso concordar com tudo o que é dito a mim, como também não precisam concordar com tudo que digo”, ponderou.

www.reporteriedoferreira.com.br / Pbagora
Foto: Assessoria