BESSA GRILL
Início » Destaque » Roseane Collor fala tudo sobre o ex-presidente Collor e revela rituais de magia negra praticados na Casa da Dinda.

Roseane Collor fala tudo sobre o ex-presidente Collor e revela rituais de magia negra praticados na Casa da Dinda.

"Sou um arquivo vivo", disse a ex-primeira dama.

16/07/2012 08:26

A ex-primeira dama do Brasil, Roseane Collor, cedeu entrevista exclusiva ao programa “Fantástico”, na Tv Globo, na noite deste domingo(15). Poder, relação com o ex-marido, PC Farias e até rituais de magia negra, que, segundo Roseane, eram realizados dentro da casa da Dinda, residência oficial de Collor quando presidente do Brasil, foram alguns dos assuntos relatados.

“Sou um arquivo vivo”, disse a ex-primeira dama no início da entrevista. Ela lançará um livro onde conta tudo que diz respeito ao seu convívio com o atual senador Fernando Collor de Melo, quando eram casados.

A respeito do tesoureiro da campanha de Collor, PC Farias, Roseane declarou que PC tinha grande influência sobre o ex-presidente. Segundo ela, mesmo após o processo eleitoral, e com Fernando já na presidência, PC costumava tomar café da manhã rotineiramente na casa do ex-presidente, em Brasília. Foi essa influência que fez surgir as primeiras denúncias de corrupção contra Collor, que culminaram no impeachment, em 1992.

PC Farias foi misteriosamente assassinado ao lado de sua namorada. A perícia concluiu que PC teria sido morto pela namorada, que se matou em seguida.

No livro, Roseane revela também que o ex-presidente chegou a praticar rituais de magia negra, no porão da Casa da Dinda. Segundo ela, animais chegaram a ser sacrificados nesses rituais. Estas cerimônias seriam comandadas por uma feiticeira de nome Maria Cecília, hoje pastora evangélica.

A respeito dos rituais, a declaração de Roseane Collor vem a confirmar o que foi dito pelo irmão do atual senador, Pedro Collor em entrevistas nos anos 90. Pedro Collor morreu vítima de um câncer no cérebro.

A ex-primeira dama disse ainda que ambos eram muito jovens e que ficaram deslumbrados com tanto poder. “Nós não estávamos preparados para tanto poder”, disse.

Segundo Roseane, durante o processo de impeachment, o então presidente Fernando Collor de Melo ficou bastante abalado. “Escondi as armas que tínhamos em casa, pois tive medo que ele pudesse cometer suicídio”, afirmou.

Roseane e Collor travam uma batalha na justiça desde o divórcio. Ela pede uma pensão superior a R$ 18 mil, valor que recebe atualmente do ex-presidente.

A ex-primeira dama, hoje evangélica, prepara um livro onde conta tudo a respeito dos acontecimentos no governo Collor.

Segundo a emissora Globo, o Senador não quis falar sobre o assunto.