BESSA GRILL
Início » Política » Reitora vai dar nome às ruas do campus e confirma auditoria

Reitora vai dar nome às ruas do campus e confirma auditoria

Margareth Diniz confirma preocupação com "rombo" na Casa de José Américo e auditoria em órgãos da UFPB. Ela também afirma que há 50 obras paradas

4/12/2012 20:49

A reitora da Universidade Federal da Paraíba, Margareth Diniz, nomeou o advogado Boanerges Félix para dirigir a Fundação José Américo. Ele chega ao cargo em meio a uma crise que envolve a apuração de uma fraude da ordem de R$ 2 milhões que está sendo investigada pela Polícia Federal a pedido do Tribunal de Contas da União (TCU). Em entrevista ao Tambaú Debate, Margareth disse encontrar dificuldades para montar que a nova equipe devido à suspensão dos recursos para a fundação e à impossibilidade de oferecer gratificação aos auxiliares. Os convênios com a prefeitura de João Pessoa e o Governo do Estado também foram suspensos.

– Houve a fraude na fundação e já detectamos alguns problemas na universidade. Decidimos solicitar a auditoria de todas as unidades gestoras ligadas à UFPB, que recebeu mais de R$ 300 milhões do Reuni. Vamos fazer esse diagnóstico porque não queremos a universidade nas páginas policiais, mas na pauta positiva. O processo da fundação já está sendo tratado e a Controladoria Geral da União nos entregou um relatório cobrando providências não apenas na fundação, mas também em outros órgãos.

Outra informação dada por Margareth foi sobre a paralisação de cerca de 50 obras iniciadas na gestão de Rômulo Polari:

– Ficaram cerca de 50 obras inacabadas e paralisadas, mas vamos buscar recursos para dar continuidade a elas. Os prédios foram construídos, mas não têm como funcionar. A infraestrutura interna, mobiliário, parte elétrica, refrigeração estão faltando…

A nova reitora acrescentou que pretende adotar providências estruturais, como dar nome às ruas do campus universitário para melhorar a localização das estruturas da UFPB. Ela também deve ampliar os estacionamentos:

– Precisamos melhorar as bibliotecas e os laboratórios para que possamos competir em qualidade não em quantidade de cursos. Precisamos de um plano diretor que preveja nomes para as ruas da Universidade. Serão nomes de árvores, denominações impessoais. Queremos melhorar ainda o estacionamento, seja com um prédio garagem ou numa melhor adequação do espaço que já temos porque a situação é caótica, especialmente na área da Saúde e do CCHLA.

 

Parlamentopb