BESSA GRILL
Início » Política » Primeiro movimento de juventude de Bayeux destaca a importância do tema da Campanha da Fraternidade 2013

Primeiro movimento de juventude de Bayeux destaca a importância do tema da Campanha da Fraternidade 2013

10/02/2013 16:15
mail 333
No próximo dia 13 de fevereiro, quarta-feira de Cinzas, haverá o lançamento de mais uma edição da Campanha da Fraternidade (CF), com o tema “Fraternidade e Juventude” e o lema “Eis-me aqui, envia-me!” (Is 6,8).  O objetivo é acolher os jovens no contexto de mudança de época, propiciando caminhos para seu protagonismo no seguimento de Jesus Cristo, na vivência eclesial e na construção da vida, da justiça e da paz.
Em Bayeux, o tema da CF 2013 foi recebido com bastante entusiasmo e alegria pelo empresário, jornalista e ativista social Leo Micena, idealizador do “Bayeux em Ação”, primeiro movimento de renovação, política social e juventude Bayeux, lançado novembro de 2012 na Câmara Municipal de Vereadores.
Para Micena, o tema é profundamente oportuno, pois no momento atual em que a juventude está à margem de políticas públicas que possibilitem oportunidades de esperança de dias melhores, contribuindo assim para que os jovens sejam aliciados pelo mundo das drogas, a igreja se mostra atenta a essa realidade social.
 “É preciso tirar a juventude de um estado de alienação e trazê-la para o convívio da palavra de Deus praticando a conversão social e comunitária com dignidade e justiça”, lembra Leo Micena.
O jovem empreendedor afirmou que o tema da Campanha da Fraternidade 2013 vai ao encontro do propósito do movimento “Bayeux em Ação” que vem gerando resultados positivos no município.
“Queremos despertar uma consciência na nossa sociedade e muito fortemente na nossa juventude para a necessidade de ampliarmos as discussões sobre os rumos da nossa cidade reivindicando mais espaços para o jovem através de investimentos em políticas públicas, participação em movimentos sociais e a mudança no conceito de que os jovens de hoje são alienados, apartidários e não possuem senso crítico”, destaca Micena que acrescenta a necessidade de alertar e sensibilizar os jovens para serem agentes transformadores da sociedade, protagonistas da civilização do amor e do bem comum.
 
Assessoria

 Bayeux em Foco