BESSA GRILL
Início » Política » Presidente do PSB reafirma que Bira não terá legenda para disputar mandato

Presidente do PSB reafirma que Bira não terá legenda para disputar mandato

4/07/2012 22:39

“Decisão de Justiça cumpre-se. É o que iremos fazer”. Foi o que afirmou na tarde desta quarta-feira (04), o presidente do diretório municipal do PSB, em João Pessoa, Ronaldo Barbosa  sobre a determinação do juiz Inácio Jairo, da 2ª Vara Civil da Capital, que estabeleceu um prazo de 48 e ordenou  que o PSB  apresente a ata da convenção realizada no último sábado (30), quando a direção do partido anunciou que não dará legenda para o vereador Bira disputar a reeleição.

Ronaldo Barbosa (foto) disse que somente nesta quarta-feira tinha sido oficialmente notificado da decisão judicial. Revelou que encaminhará o processo para o setor jurídico do PSB e que no prazo estabelecido pelo juiz Inácio Jairo, a determinação será cumprida pela direção partidária.  “Na ata está bastante claro que a  decisão da maioria do diretório municipal foi por negar legenda para o vereador Bira”, disse o presidente do PSB de João Pessoa reafirmando que vereador que tem mandato até 31 de janeiro do próximo ano não terá legenda para disputar o pleito desde ano.

vereador Bira

Bira é secretário-geral do partido no Estado e membro do diretório nacional do PSB. Ele apoiava a candidatura à reeleição de Agra e a alegação do partido para negar a legenda foi que o vereador não assumiu a candidatura de Estelizabel Bezerra (PSB), que foi escolhida a representante do partido durante o congresso do PSB.

O parlamentar diz que foi vítima de perseguição política e que sofreu um golpe da executiva da legenda que não respeitou a decisão do congresso que o assegurava legenda para disputar as eleições deste ano.

“Nós tivemos 32% dos votos dos filiados no Congresso e, além disso, estão sobrando vagas, pois o PSB tem 25 candidatos e conta com 40 vagas para vereadores, se sair sem coligação, e com 54 se sair coligado”, explicou Bira.

V
“Decisão de Justiça cumpre-se. É o que iremos fazer”. Foi o que afirmou na tarde desta quarta-feira (04), o presidente do diretório municipal do PSB, em João Pessoa, Ronaldo Barbosa  sobre a determinação do juiz Inácio Jairo, da 2ª Vara Civil da Capital, que estabeleceu um prazo de 48 e ordenou  que o PSB  apresente a ata da convenção realizada no último sábado (30), quando a direção do partido anunciou que não dará legenda para o vereador Bira disputar a reeleição.

Ronaldo Barbosa (foto) disse que somente nesta quarta-feira tinha sido oficialmente notificado da decisão judicial. Revelou que encaminhará o processo para o setor jurídico do PSB e que no prazo estabelecido pelo juiz Inácio Jairo, a determinação será cumprida pela direção partidária.  “Na ata está bastante claro que a  decisão da maioria do diretório municipal foi por negar legenda para o vereador Bira”, disse o presidente do PSB de João Pessoa reafirmando que vereador que tem mandato até 31 de janeiro do próximo ano não terá legenda para disputar o pleito desde ano.

vereador Bira

Bira é secretário-geral do partido no Estado e membro do diretório nacional do PSB. Ele apoiava a candidatura à reeleição de Agra e a alegação do partido para negar a legenda foi que o vereador não assumiu a candidatura de Estelizabel Bezerra (PSB), que foi escolhida a representante do partido durante o congresso do PSB.

O parlamentar diz que foi vítima de perseguição política e que sofreu um golpe da executiva da legenda que não respeitou a decisão do congresso que o assegurava legenda para disputar as eleições deste ano.

“Nós tivemos 32% dos votos dos filiados no Congresso e, além disso, estão sobrando vagas, pois o PSB tem 25 candidatos e conta com 40 vagas para vereadores, se sair sem coligação, e com 54 se sair coligado”, explicou Bira.

 

Fonte: Edmilson Pereira

 

 

Fonte: Edmilson Pereira/jornalista e radialista