BESSA GRILL
Início » Política » Presidente da CMJP dá ultimato a parlamentares para conter brigas no plenário

Presidente da CMJP dá ultimato a parlamentares para conter brigas no plenário

Durval chegou a perder a paciência e ameaçar esvaziar as galerias ao receber vaias durante sua fala.

25/02/2016 11:28

GJQ6VM-1O presidente Durval Ferreira (PP) deu um ultimato hoje (25) aos vereadores da Câmara de João Pessoa para que os debates na tribuna da Casa não ultrapassem o limite do respeito durante as sessões ordinárias realizadas na Casa. O motivo foi uma reação motivada por uma declaração de Renato Martins (PSB) à imprensa. Ele teria dito que a Câmara não trabalha, o que gerou revide da maior parte dos parlamentares.

– Eu não posso mais admitir que um vereador queira desmoralizar tanto a instituição como os vereadores. Na minha gestão, como presidente, não vamos mais aceitar. Existem vereadores na Casa que têm responsabilidade. Quando não estão aqui é porque estão trabalhando nos bairros. Não podemos ver o que está havendo nos últimos dias. Só falta agora sermos agredidos dentro do plenário.

Durval chegou a perder a paciência e ameaçar esvaziar as galerias ao receber vaias durante sua fala.

– Isso é papel de moleque. O que vocês estão fazendo, vaiando, é papel de moleque. Tenham respeito. Repeitem a Casa. É a última vez que vereador traz pessoas aqui e se for assessor eu boto pra fora. Eu tenho o poder de tirar e substituir.

Durante a sessão, Renato Martins reclamou da falta de espaço para trabalhar e disse que os trabalhos da oposição são obstaculados. O líder do governo, Marco Antônio (PPS), por sua vez, criticou a postura do oposicionista e se disse disposto a reagir se for provocado.

Já Felipe Leitão saiu em defesa do socialista e disse que o colega foi “tratorado” pela situação. Ele falou que qualquer vereador pode ser mal interpretado pela imprensa. “Não vou admitir retaliação a qualquer vereador aqui que seja injustiçado. Ele é minoria e para passar por cima dele tem que passar por cima de mim”.

Por sua vez, o presidente da Casa afirmou que vai reunir os parlamentares para tentar afinar as relações no parlamento. O encontro deve ocorrer na próxima terça-feira.

www.reporteriedoferreira.com