BESSA GRILL
Início » Política » Prefeito anuncia obras para melhorar mobilidade em Campina Grande

Prefeito anuncia obras para melhorar mobilidade em Campina Grande

A principal obra, de acordo com o prefeito, será a construção da Alça Leste

18/01/2013 00:04

Durante entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira (18), em Campina Grande, o prefeito Romero Rodrigues anunciou importantes obras de mobilidade urbana para a cidade, um dos problemas mais questionados nos últimos tempos.

A principal obra, de acordo com o prefeito, será a construção da Alça Leste, via que fará a interligação da rodovia BR 230, passando por trás do Hotel  Garden, no Mirante, com o bairro de Santo Antonio. “A avenida, que será duplicada, e que contará com ciclovia e total iluminação, levará o nome do ex-governador Ronaldo Cunha Lima, uma justa homenagem ao grande líder, com tantos serviços prestados à Paraíba”, destacou Romero.

Segundo o prefeito, a conquista é fruto de pleito encaminhado ao ministro das Cidades, Agnaldo Ribeiro, cujos recursos, superiores a R$ 15 milhões, incluindo a contrapartida do município, já estão assegurados. Romero adiantou que já conseguiu a autorização do DNIT e agora depende apenas do projeto executivo da Caixa Econômica Federal.

“Será a primeira avenida construída em Campina Grande, nos últimos dez anos”, lembrou o prefeito, destacando a sensibilidade do ministro Agnaldo Ribeiro, que assegurou a sua execução logo que recebeu o projeto.
Corredores para ônibus – Ainda visando a minimizar os problemas do trânsito, em Campina Grande, o prefeito Romero Rodrigues anunciou para os próximos meses a implantação de uma terceira via de acesso, na Zona Lesta, entre a Federação das Indústrias – Fiep e o Viaduto Elpídio de Almeida, com a criação de um corredor destinado exclusivamente aos ônibus.

Para honrar mais um compromisso de campanha, o prefeito anunciou a implantação do Cartão Temporal, destinado aos usuários de transportes coletivos. Com esta nova modalidade, segundo ele, o usuário poderá trocar de ônibus em qualquer parte da cidade, com o pagamento de uma única passagem. O novo sistema deverá entrar em funcionamento dentro de cem dias.

 

Assessoria