BESSA GRILL
Início » Política » Pleno escolhe juízes para ocupar vaga de membro da Corte Paraibana

Pleno escolhe juízes para ocupar vaga de membro da Corte Paraibana

A indicação para juiz-auxiliar foi feita pelo presidente Abraham Lincoln da Cunha Ramos

4/09/2012 20:43

Em sessão administrativa realizada na tarde dessa segunda-feira (3), o Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba aprovou, por unanimidade, a indicação do juiz Leandro dos Santos para ocupar, temporariamente, a Primeira Câmara Cível do TJ, assim como ter assento no Plenário, na vaga deixada pelo desembargador Manoel Soares Monteiro, que se aposentou nessa sexta-feira (31). Ainda na mesma sessão, a Corte aprovou o nome do juiz Antônio Silveira Neto para auxiliar os trabalhos da Presidência, até o final da gestão, no dia 31 de janeiro de 2013, em substituição ao magistrado Leandro dos Santos.

A indicação para juiz-auxiliar foi feita pelo presidente Abraham Lincoln da Cunha Ramos e acolhida por todos os membros do Pleno. “Antônio Silveira Neto tem uma excelente ficha funcional, cumpre todos os requisitos para assumir o cargo e, em virtude de ter sido presidente da Associação dos Magistrados da Paraíba (AMPB), será uma ponte direta com os juízes de primeiro grau”, justificou o presidente Abraham Lincoln.

O juiz Leandro dos Santos é titular da 7ª Vara Criminal da comarca da Capital e vinha exercendo o cargo de juiz auxiliar da Presidência do Tribunal, na atual gestão. Já o magistrado Antônio Silveira Neto é titular da 3ª Vara Mista da Comarca de Cabedelo, mas estava afastado das atividades judicantes desde que assumiu a presidência da AMPB, cuja gestão se encerrou no final de agosto. No momento, se encontra em gozo de férias.

Novo desembargador – O próximo desembargador do Tribunal de Justiça da Paraíba será escolhido pelo critério de merecimento e os juízes que concorrem à vaga do desembargador aposentado Manoel Soares Monteiro figuram na primeira quinta parte da lista de antiguidade do Poder Judiciário estadual. A eleição do magistrado de segundo grau é feita pelo Pleno do TJPB e só quem tem direito ao voto aberto e fundamentado são os 19 desembargadores da Corte. A lista será apresentada as membros da Corte da próxima sessão do Pleno.

TJ