BESSA GRILL
Início » Política » Plano Integrado das Eleições 2014 é formulado pelo TRE-PB

Plano Integrado das Eleições 2014 é formulado pelo TRE-PB

30/12/2013 00:06

 

treNo documento, aberto ao público, constam todos os planos de projetos a serem executados pelo TRE-PB, bem como o Plano de Comunicação do Tribunal para as eleições gerais do próximo ano

A versão inicial do Programa Eleições 2014 da Justiça Eleitoral na Paraíba foi disponibilizada nesta quinta-feira (19) no site do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB). No documento, aberto ao público, constam todos os planos de projetos a serem executados pelo TRE-PB, bem como o Plano de Comunicação do Tribunal para as eleições gerais do próximo ano.

O Programa Eleições 2014 foi desenvolvido pela Escritório Corporativo de Projetos da Assessoria de Planejamento, Estratégia e Gestão (ECP/Asplan), do TRE-PB, com a colaboração integrada de todas as áreas da instituição e a participação efetiva de servidores, juízes e jurisdicionados, além do vice-presidente do TRE-PB, desembargador Saulo Benevides, que deverá presidir o Tribunal no próximo ano e vem realizando o “Planejamento Democrático – Eleições 2014” em todo o Estado.

“Apresentamos uma ferramenta de gestão que, a julgar pelo patrocínio emprestado pelos servidores e gestores deste Tribunal, será efetiva no acompanhamento da execução de cada etapa do processo eleitoral que se avizinha”, comentou a assessora da Asplan, Ana Karla de Morais.

O presidente do TRE-PB, desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, destacou a oportunidade de novamente elaborar o planejamento integrado das eleições. “Tenho a grata satisfação de dar seguimento ao trabalho que alcançou, com sucesso reconhecido pelos partidos políticos, eleitores e imprensa de toda a Paraíba, em 2012, os então objetivos estratégicos 2 e 4, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), respectivamente o de aperfeiçoar o planejamento de eleições, e buscar a excelência na gestão de custos operacionais do Planejamento do TRE-PB – em vigor até o próximo ano -, possibilitando à alta administração ter uma visão global da execução das ações desenvolvidas pelas unidades em cada fase do processo eleitoral, facilitando, sobremaneira, a tomada de decisões”, ressaltou.

O documento divide as eleições em oito projetos, temporalmente distribuídos no ano eleitoral, coincidindo com marcos do processo eleitoral: alistamento eleitoral, registro de candidatura, propaganda eleitoral, atos preparatórios, dia da Eleição, prestação de contas, aquisições e diplomação dos eleitos. Já o Plano de Comunicação norteia as trocas de informações institucionais entre os atores do processo eleitoral.