BESSA GRILL
Início » Política » Juíza manda candidato veicular campanha do adversário

Juíza manda candidato veicular campanha do adversário

Decisão da Justiça é uma punição para candidato de Cajazeiras.

28/09/2012 07:24

Um fato pouco convencional chamou a atenção dos moradores da cidade de Cajazeiras, no Sertão
da Paraíba. Carros de propaganda eleitoral de um candidato a prefeito estão veiculando as ideias e propostas do candidato adversário. Não é que os militantes de uma coligação decidiram mudar de opinião, mas simplesmente uma decisão judicial obrigou um dos partidos a exibir a propaganda adversária como forma de punição por irregularidades cometidas durante a campanha nas eleições para prefeito deste ano.

A juíza Silvana Carvalho Soares, da 68ª Zona Eleitoral, determinou que a coligação “Cajazeiras de mãos Limpas”, que tem como candidato o atual prefeito da cidade, Carlos Rafael (PTB), exiba em três dos seusveículos de som a propaganda da coligação “A esperança voltou”, do candidato Carlos Antônio (DEM). A determinação obrigou que a propaganda fosse feita durante os dias da quarta-feira (26) e quinta-feira (27).   O Cartório informou que a decisão teve como base uma representação feita pela coligação do DEM esta semana no Ministério Público. Os Democratas reclamavam que a mídia do candidato Carlos Rafael trazia mensagens depreciativas e denegriam a imagem do candidato Carlos Antônio. A coligação pediu um direito da resposta e a saída encontrada pela juíza para o caso foi mandar exibir a propaganda do outro candidato. “Assim como há direito de resposta no guia eleitoral, por exemplo, o direito foi concedido para os carros de som”, explicou a juíza.

A assessoria jurídica da coligação punida se mostrou contrária à decisão. “Nós acatamos e cumprimos a determinação, mas avaliamos como imprudente, incoesa. Isso não existe”, afirmou o advogado Hugo Moreira. Ele explicou que três carros de um total de dez da frota da coligação estão transitando com as falas, o discurso, as músicas do concorrente.

Já a advogada da coligação “A esperança voltou”, Geralda Queiroga, informou que os militantes ficaram satisfeitos com a medida. “Tem muita gente sem entender nada porque os carros continuam com as imagens do outro candidato e tocando a mídia da gente. Tem gente que já está perguntando se houve adesão dos eleitores de Rafael ao nosso partido”, disse.

G1PB