BESSA GRILL
Início » Política » Giucélia assume presidência do PT e partido dificulta alianças com PMDB

Giucélia assume presidência do PT e partido dificulta alianças com PMDB

Giucélia Figueiredo, até então vice-presidente, ocupará o cargo de presidente estadual do PT da Paraíba e irá acompanhar o processo eleitoral em todos os municípios do Estado.

2/04/2016 17:29
Neste sábado (2) o Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores da Paraíba(PT)  esteve reunido no auditório da Fecomércio-PB, em João Pessoa, para deliberar sobre as Eleições de 2016, além de oficializar o licenciamento do professor Charliton  Machado da presidência estadual do partido e a posse da engenheira Giucélia Figueiredo.
Giucélia Figueiredo, até então vice-presidente, ocupará o cargo de presidente estadual do PT da Paraíba e irá acompanhar o processo eleitoral em todos os municípios do Estado. Em seu discurso, a engenheira agrônoma, que possui uma longa história dentro do partido, destacou que esse é um dos maiores momentos da sua vida.
“Agradeço profundamente a militância petistas, aos parlamentares do partido, ao companheiro Charliton Machado que está dando essa demonstração de grandeza ao colocar o seu nome na disputa majoritária de 2016 em João Pessoa. Vamos conduzir o PT da forma que o momento pede, com diálogo, respeitando todas as forças políticas, seja ela majoritária ou minoritária, fazendo funcionar as nossas instâncias partidárias e setoriais”, destacou.  KLBKIV-1
Ainda sobre a decisão de Charliton Machado, Giucélia parabenizou o fato dele ter se colocado à disposição para defender o legado do partido e mostrar para a sociedade que o PT possui o melhor projeto para João Pessoa, e lembrou a decisão do prefeito Luciano Cartaxo de deixar o partido: “Em João Pessoa temos uma particularidade, fomos apunhalados pelas costas, a partir de um projeto que nós imaginávamos que seria partidário, mas que era um projeto familiar, um projeto pessoal”.
Resolução – Como em toda reunião do Diretório Regional, ao final do encontro foi aprovada uma resolução com diretrizes que deverão ser seguidas, e respeitadas, pelos Diretórios Municipais e Comissões Provisórias.
No documento consta que devem ser construídas, coletivamente, possibilidade de candidaturas próprias  prefeito do PT nas eleições 2016, assim como a ampliação das candidaturas proporcionais. O objetivo é defender o legado do partido e reforçar a luta pela Democracia no Brasil.
Fica determinantemente proibido que os Diretórios Municipais e Comissões Provisórias façam alianças nas Eleições de 2016 com o PSDB, DEM, PPS, Solidariedade, ou qualquer outro partido que oficialize apoio ao Golpe contra o Governo da presidenta Dilma Rousseff.
A Resolução deste sábado (2) também deixa claro que todas as alianças políticas das instâncias municipais com o PMDB nas Eleições de 2016 deverão ser avalizadas pela Executiva Estadual. Será feita uma análise da viabilidade política de cada caso, e isso acontece por causa das medidas adotadas pelo PMDB na defesa do Golpe Institucional em curso contra o Governo da presidenta Dilma Rousseff.
www.reporteriedoferreira.com