BESSA GRILL
Início » Política » Funcionária do Trauma denuncia perseguição, redução de pessoal e de leitos pediátricos

Funcionária do Trauma denuncia perseguição, redução de pessoal e de leitos pediátricos

O deputado Toinho do Sopão (PEN), participou da Comissão da Saúde da ALPB que fez uma inspeção no hospital de Emergência e Trauma da capital nessa quinta-feira (30), onde várias irregularidades foram detectadas.

1/11/2013 22:46

foto-02-desde-15-de-outubroO deputado Toinho do Sopão (PEN), participou da Comissão da Saúde da ALPB que fez uma inspeção no hospital de Emergência e Trauma da capital nessa quinta-feira (30), onde várias irregularidades foram detectadas. Ao se dirigir até a garagem, o parlamentar foi

abordado por uma funcionária que relatou as perseguições, dificuldades para realizar o trabalho e redução de leitos.

A jovem que está grávida e trabalha há cinco anos no lugar, afirmou que todo mundo trabalha com medo e sob ameaça.

Ainda de acordo com a funcionária a redução dos leitos pediátricos é o que mais impressiona, e relatou que na semana passada, duas crianças que sofreram afogamento foram atendidas na emergência de adulto por falta de leitos. “Na verdade a gente não tem UTI temos uma enfermaria que presta serviço de UTI. Eram três leitos e devido a RDC disseram que tem que ser um técnico para dois leitos, então para reduzir custos, reduz os leitos”, afirmou a jovem com crachá da Cruz Vermelha.

Sobre a perseguição ao funcionalismo, a moça informou que todos sofrem perseguição diariamente. “A gente sofre perseguição diariamente, a gente tá de boca, mãos e pés atados. Está todo mundo com medo, a ideia e deixar somente profissionais celetistas, mas, não pode calar os outros”, disse.

Ao finalizar, ela apelou. “Gente, não deixem esse hospital ficar assim, faz uma ampliação, uma melhoria… Diminuir leito é que não pode. Além de tudo há uma redução de pessoal, só no meu setor saíram dez pessoas”.

Redação com Portal do Litoral PB