BESSA GRILL
Início » Destaque » Em Patos, PSDB decide por candidatura própria e Cássio revela perseguição

Em Patos, PSDB decide por candidatura própria e Cássio revela perseguição

22/03/2014 00:03

 

PSDBSenador participou da consulta realizada ontem no município de Patos e denunciou que o Governo do Estado estaria retaliando quem se mostra favorável à decisão: “Voltou aquele clima de tensão”

A primeira consulta do PSDB da Paraíba decidiu pela candidatura própria da legenda nas eleições de 2014. A reunião foi realizada nesta sexta-feira (21) na cidade de Patos, no Sertão da Paraíba. Cerca de 200 filiados afirmaram que o partido deve sair como protagonista na próxima campanha. Durante o evento, o senador Cássio Cunha Lima reclamou de perseguição por parte do Governo Estadual aos que apoiam a decisão.

– A consulta é um instrumento importante. A Executiva acertou em deliberar pela consulta sobre as alianças. Durante muito tempo o partido vinha discutindo as teses de apoio ao governador ou a candidatura própria. Por unanimidade, os presentes a decisão foram pela candidatura própria.

O senador explicou que o deputado Antônio Mineral não pode participar do evento por ter outro compromisso agendado. Mineral é um dos tucanos que vêm defendo a aliança com o governador o que é considerado por Cássio “uma decisão legítima”. O senador lembrou ainda que os partidos existem para disputar eleição e afirmou que não terá dificuldade em apontar acertos de Ricardo Coutinho, caso ele venha a ser candidato pelo PSDB.

– Não terei dificuldade de apontar méritos como a sequência de obras iniciadas no meu governo. Mas não há mais espaço para governo que persegue e massacra. Chego aqui ao sertão e tenho notícias de prestadores de serviços que estão sendo demitidos. Ameaças que estão sendo realizadas a servidores públicos. O prefeito de Conceição, que é do PSDB e declarou que acata a candidatura própria, deixou de receber uma ambulância por perseguição política. Voltou, enfim, aquele clima de tensão. Aquele clima pesado que a Paraíba já derrotou nas eleições passadas.

O senador falou durante entrevista a rádio 98 FM.