BESSA GRILL
Início » Política » Eleições 2014; Pedido de impugnação de Lucélio foi resposta à investida do PT, diz Maranhão

Eleições 2014; Pedido de impugnação de Lucélio foi resposta à investida do PT, diz Maranhão

Presidente do PMDB revelou que advogados do PT pediram primeiro a impugnação da sua candidatura ao Senado.

18/07/2014 02:49

O presidente estadual do PMDB, José Maranhão, revelou, nesta quinta-feira (17), que o pedido de impugnação da candidatura de Lucélio Cartaxo (PT) para o Senado Federal, foi uma espécie de resposta à tentativa anterior da bancada jurídica do PT paraibano, que tentou impugnar a sua candidatura também ao Senado. O líder peemedebista argumentou que se uma ação anterior não tivesse ocorrido, os peemedebistas jamais teriam formalizado o pedido na Justiça Eleitoral.

“Antes do pedido de Lucélio, pediram a impugnação da minha candidatura. Mas, claro que se não tivesse ocorrido isso, não teríamos pedido a impugnação dele. É uma luta judicial, é uma luta para os nossos advogados, em consequência de uma estratégia equivocada dos advogados do PT”, revelou.

José Maranhão ainda afirmou que as pesquisas eleitorais continuam referendando a escolha popular pelo seu nome e que não pensa em desistir da disputa. “Eu sou candidato com amplas possibilidades de ganhar a eleição. Tenho tido o recall carinhoso do povo da Paraíba, através dos bons índices nas pesquisas de opinião pública. Além disso, tenho o passado limpo, de coerência e honestidade, que eu não faço questão de mostrar, mas que a Paraíba conhece. Eu confio na memória do povo”, disse.

Relação complicada

O pedido de impugnação da candidatura de Lucélio Cartaxo prejudicou, mais ainda, a já combalida relação entre peemedebistas e petistas na Paraíba. O presidente do PT estadual, Charliton Machado, afirmou a veículos da imprensa paraibana que a atitude do presidente do PMDB, José Maranhão, “fracassa” qualquer tentativa de construção de aliança ou de reaproximação entre os dois partidos.

“Fizemos esforço desde 2012 para superar as feridas dessa relação e defendemos de forma aberta e franca a candidatura do ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rego, mas não a de Vital, desde o primeiro momento sempre fiz o trabalho de corrigir erros históricos para unir o PT e o PMDB, mas vejo que o PMDB não aprendeu com os próprios erros”, disse.

Wscom