BESSA GRILL
Início » Destaque » Eleições 2012: troca de farpas e poucas propostas marcam primeiro debate

Eleições 2012: troca de farpas e poucas propostas marcam primeiro debate

O debate foi promovido pela Tv Arapuan

31/07/2012 04:13

As atenções nesse primeiro debate foram voltadas principalmente para o clima de acirramento entre a candidata do PSB, Estelizabel Bezerra e o tucano Cícero Lucena. A socialista por varias vezes cutucou na questão dos processos enfrentados por Cícero Lucena, que por sua vez retrucou, se defendeu ao ressaltar que tinha sido investigado e absolvido de todas as acusações. Cícero por varias vezes solicitou que a candidata do PSB entrasse no campo das ideias em vez de remoer os processos.

Confira alguns temas abordados:

A questão do aborto também foi outro ponto alto do debate. Sarmento acusou Estela de fugir da pergunta para não perder votos.O candidato Cícero Lucena foi perguntado por Renan Palmeira (PSOL) sobre a mobilidade urbana. O candidato tucano afirmo que tem um compromisso para preparar a população para o futuro. “A cidade tem que ser planejada agora. Um planejamento que permita a eficiência do transporte público para que possa propiciar melhorias para os usuários. João Pessoa precisa ter aero trem, corredores específicos de ônibus e redução dos impostos que incidem em toda a cadeia produtiva dos transportes coletivos. Só com isso poderemos reduzir as passagens em mais de 20%. É inadmissível que um cidadão passe mais de uma hora esperando a condução”, bateu Cícero.

Renan retomou a palavra afirmando que não era verdade o que o Tucano tinha dito. “Houve aumento das passagens no seu governo, no de Ricardo Coutinho e de Luciano Agra, favorecendo os empresários dos transportes públicos. Nossa candidatura tem proposta para barrar os preços”, frisou.

Cícero rebateu o candidato do PSOL, garantindo que quando deixou a prefeitura da cidade ela estava entre a segunda ou terceira com o valor da passagem mais barata do país. Hoje está entre a segunda ou terceira mais cara do país. Por favor não me compare com esses… (ao ouvir isso o candidato Renan Palmeira riu abertamente da colocação). O tempo agora é outro, as medidas a serem adotadas agora são novas”, pontuou.

Logo em seguida foi a vez do candidato José Maranhão (PMDB) perguntar a Luciano Cartaxo (PT), agora sobre a gestão da saúde. Na verdade o peemedebista não conseguiu formular uma pergunta a tempo. Apenas falou do que considerava a falência do sistema e da gestão da saúde em João Pessoa. “Nós não temos em JP um serviço que atenda com satisfação ao serviço hospitalar”, disse o ex-governador.

Luciano Cartaxo não se importou com falta de pergunta, falou que sua gestão, caso eleito, pretende ampliar a cobertura do PSF em João pessoa. “Vamos fazer investimento na saúde num patamar ainda maior do que existe hoje. Vamos investir mais em UPA na capital. Tem mais duas licitadas. Em Mangabeira e Cruz das Armas. Vamos buscar junto ao governo federal para trazer a quarta UPA no bairro do Geisel. Além disso, vamos fazer investimento em rede hospitalar.

Terceiro Bloco I: Lourdes pressiona Estela sobre aborto; Cartaxo e Renan não se entendem O ex-governador José Maranhão reclamou que Cartaxo não falou da falência do sistema de saúde do município, lembrando que o petista é apoiado pelo ex-socialista Luciano Agra. Cartaxo lembrou que os problemas existem na administração municipal, mas também avanços. “O debate aqui não é só para apontar problemas, mas para apontar solução. Nós vamos instalar academias de saúde em JP. É fundamental que a gente possa trabalhar. Nós queremos investir muito na saúde do município”, pontuou.

Para os candidatos Antônio Radical e Maranhão falaram sobre política salarial. Maranhão lembrou que herdou de Cássio 21 planos de cargos e salário e pagou a todos.

Depois o tucano Cícero Lucena jogou a bola para Radical chutar falando que a gestão da saúde na capital é ruim. Radical foi mais longe: “Dizer que a saúde de João Pessoa é ruim, é uma elogio. Para ser ruim precisa melhorar muito”.

Outro ponto forte foi quando Estela perguntou a Lourdes Sarmento. Estela perguntou sobre a política de saúde mental. E Lourdes garantiu que a saúde de João Pessoa só avançou na privatização do sistema de saúde.

Depois disso Estela fez um pronunciamento defendendo o programa de saúde de João Pessoa a garantindo que pretende fazer mais investimento. No retorno Lourdes ironizou dizendo que Estela quis dar uma aula. “Nós sabemos muito bem que você não é médica. O comentário tirou risos da plateia.

“Isso tudo é uma falácia. Não resolve o problema”, disse. Lourdes finalizou reclamou com os assessores e perguntando se eles iriam querer pedir direito de resposta de novo.

 

 

do Paraíba.com.br