BESSA GRILL
Início » Política » Dirigentes do PSB confirmam indicação de Marina Silva como candidata à presidência.

Dirigentes do PSB confirmam indicação de Marina Silva como candidata à presidência.

16/08/2014 23:27

Dirigentes do PSB confirmam indicação de Marina Silva Fernando Gomes/Agencia RBS

O líder da bancada na Câmara dos Deputados, Beto Albuquerque, está presente em Recife para o enterro de CamposFoto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Dirigentes do PSB deixaram no final da tarde deste sábado a casa de Eduardo Campos e afirmaram que a vice da chapa, Marina Silva, deve assumir a candidatura após o acidente que o matou. Segundo o novo presidente da sigla, Roberto Amaral, todos os consultados pela direção do partido endossam a candidatura de Marina, mas a definição da chapa só será anunciada na próxima quarta-feira, após a reunião da Executiva do partido.

— A Marina vai honrar o legado de Eduardo. A Marina não é mulher de fugir da luta. Tenho certeza que ela será nossa timoneira — disse o líder da bancada do PSB na Câmara, deputado Beto Albuquerque (RS). O deputado informou que a viúva de Campos, Renata Campos, poderia ser a vice da chapa de Marina, mas que nessa tarde não tocaram nesse assunto com ela.

— É um grande quadro, mas não sei se ela quer — afirmou.

Os dirigentes descartaram a possibilidade de fazer qualquer anúncio amanhã, após o funeral do ex-governador de Pernambuco e candidato à Presidência da República.

Cenário eleitoral

Durante a tarde, em Recife, o presidente nacional do PPS, Roberto Freire, afirmou que a mudança de cenário aponta duas certezas: Marina Silva será a candidata à presidência da República e haverá segundo turno na eleição presidencial.

— A mudança traz preocupações para quem imaginava que estava tudo consolidado, inclusive os dois candidatos, seja Dilma (Rousseff) ou Aécio (Neves) — afirmou depois de visitar a viúva de Campos, Renata, na sua residência, no bairro de Dois Irmãos.

Ele adiantou que o PPS, um dos partido aliados do PSB, nada vai reivindicar com a mudança:

— O PPS luta pela unidade das oposições e a derrota do lulopetismo.

A candidatura à vice-presidência na chapa deve caber ao PSB, defendeu ele.

— Não adianta fugir de um dado de realidade: Marina está no PSB por um grande acordo feito, no qual Eduardo mostrou sua dimensão. Ela estava não como socialista do PSB, mas como representante da Rede Sustentabilidade — disse.

Reporteriedoferreira.com  Por Estadão