BESSA GRILL
Início » Política » Daniella, João Henrique e João Gonçalves negam relação com dinheiro da JBS

Daniella, João Henrique e João Gonçalves negam relação com dinheiro da JBS

22/05/2017 23:41

A propósito da divulgação feita por alguns sites de notícias sobre uma série de deputados estaduais paraibanos que teriam recebido doações do grupo JBS na campanha eleitoral de 2014, Daniella Ribeiro, João Henrique e João Gonçalves lançaram hoje notas públicas nas quais negam taxativamente qualquer relação com os irmãos Wesley e Joesley Batista.

João Henrique (DEM) disse que “o irrisório valor de R$ 700,00 (setecentos reais), citado nas matérias, corresponde, na verdade, a uma mera doação não em dinheiro, mas de materiais de campanha, especificamente santinhos, que o Deputado Federal Wellington Roberto fez em decorrência da campanha casada feita com o parlamentar em alguns municípios paraibanos”.

Ele acrescentou ter sido público e notório, que ambos fizeram campanhas conjuntas em alguns municípios da Paraíba, e o deputado Wellington Roberto confeccionou santinhos casados dos dois, os quais o deputado João Henrique, também para cumprir a legislação de regência, incluiu em sua prestação de contas como doação de material de campanha feita por Wellington Roberto, conforme comprovam os recibos.

João Henrique informa que jamais teve qualquer contato com os proprietários ou com representantes da empresa JBS e que todas as suas prestações de contas eleitorais foram aprovadas pela Justiça Eleitoral e afirma ter sido demonstrado o equívoco da citação do seu nome.

Gonçalves – Por sua vez, João Gonçalves informou que, à época da campanha eleitoral de 2014, recebeu doação do Partido Progressista (PP) – por meio da sua representação estadual – a qual está devidamente formalizada em sua Prestação de Contas de Campanha e, da mesma forma, devidamente aprovada pelo Tribunal Regional Eleitoral do estado (TRE-PB).

“Informo, ainda, que não tenho, tampouco tive – em nenhum tempo – qualquer relação ou contato com dirigentes, executivos ou empregados da malfalada empresa. Dessa forma, ratifico meu compromisso com a ética, a transparência e a responsabilidade”, completou.

Daniella – Daniella Ribeiro afirmou em nota que as doações foram destinadas ao partido que as repassou aos candidatos “inexistindo, portanto, qualquer vinculação direta com os doadores. As referidas doações foram feitas publicamente, declaradas e aprovadas pela Justiça Eleitoral. Tudo feito na mais absoluta legalidade, na estrita observância das regras de financiamento eleitoral”.

www.reporteriedoferreira.com.br