BESSA GRILL
Início » Política » Cícero agradece PMDB, mas diz que será candidato no PSDB com Cássio governador

Cícero agradece PMDB, mas diz que será candidato no PSDB com Cássio governador

Cícero disse que se sente honrado pelas “movimentações” do PMDB, mas não recebeu nenhum convite.

26/01/2013 14:18

O senador Cícero Lucena (PSDB) afirmou, nesta sexta-feira (25), acreditar que o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) será candidato a governador nas eleições estaduais de 2014 e disse entender que não existe impedimentos legais contra a candidatura do tucano, como se especula nos bastidores da política de que Cássio seria atingido pelos dispositivos da Lei do “Ficha Limpa”.

“Trabalho com a possibilidade de Cássio ser candidato e no papel de líder que ele tem na Paraíba será chamado pela população para ser candidato e aceitará. Não acredito que existirá problemas com a Justiça eleitoral contra a sua candidatura”, afirmou.

Neste contexto, Cícero disse que estará ao lado do senador, sendo candidato a reeleição para o Senado Federal.

Indagado se às declarações do próprio Cássio, que afirma que não será candidato em 2014, não frustra suas pretensões, Cícero disse que não, pois entende que o senador irá atender aos apelos populares e disputará o Governo do Estado. “Ele é político, sabe do papel dele como líder, e se for chamado pelo povo será candidato”, ratificou.

Com relação às declarações do prefeito de Guarabira, Zenóbio Toscano (PSDB), que no início da semana disse acreditar na aliança do PSDB com PSB, com Cássio apoiando a reeleição de Ricardo Coutinho (PSB), o deputado Ruy Carneiro disputando o Senado Federal e Cícero o cargo de deputado federal, o senador foi taxativo e disse que o prefeito deveria primeiro revelar em quem votaria para governador, se em Cássio ou em Ricardo.

“Primeiro você pergunte a Zenóbio se ele prefere a candidatura de Cássio ou de Ricardo a governador”, disparou.

Convite do PMDB

Já sobre os supostos convites para se filiar ao PMDB, Cícero disse que se sente honrado pelas “movimentações”, mas não recebeu nenhum convite.

“Muito me honra de saber do movimento de algumas lideranças do PMDB de me convidar para compor o partido, pois tive origem no PMDB, mas particularmente não fui convidado para ir para o partido”, declarou.

“Tenho informações de que o senador Vital Filho quer que minha reeleição para o Senado seja pelo PMDB”, acrescentou.