BESSA GRILL
Início » Política » Cássio: Temer governa sob trégua forçada e terá cenário difícil pós-impeachment

Cássio: Temer governa sob trégua forçada e terá cenário difícil pós-impeachment

8/08/2016 22:25

“Haverá uma frustração enorme, porque todos esperam que o governo adote medidas efetivas no rumo do ajuste fiscal. E essas medidas não virão”, diz o líder tucano.

O senador paraibano Cássio Cunha Lima, líder do PSDB no Senado Federal, fez uma projeção nada animadora para o governo de Michel Temer (PSDB), após a possível confirmação do afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT) pelo Senado Federal. Em entrevista ao jornalista Josias de Souza, do Uol, Cássio deixou claro uma certa apreensão dentro do tucanato que deixa inquieto também o mercado financeiro.

“Hoje, há um ambiente de tolerância, uma trégua forçada. Todo mundo compreende que, nessa fase de interinidade e de incertezas, não dá para fazer movimentos bruscos. Passado o impeachment, haverá uma frustração enorme, porque todos esperam que o governo adote medidas efetivas no rumo do ajuste fiscal. E essas medidas não virão. É ilusão pensar em medidas como teto de gastos públicos ou reforma da Previdência faltando um mês para as eleições municipais.”

Cássio prosseguiu: “Até outubro, o governo cozinhará as expectativas em banho-maria. Mas a paciência dos agentes econômicos está chegando ao final. O governo eleva as despesas, em vez de reduzi-las. Teremos uma janela estreita de 45 dias para aprovar alguma coisa antes do término do ano legislativo. Não será tarefa fácil. Se nada de efetivo for feito depois da eleição municipal, o crédito do governo Temer estará zerado. Nessa hipótese, em termos de credibilidade junto aos agentes econômicos, ele se aproximaria de Dilma.”

www.reporteriedoferreira.com  Blog do Josias de Souza