BESSA GRILL
Início » Política » Álvaro e Bruno Gaudêncio deixam PMDB e candidatura de Tatiana e passam para Daniela

Álvaro e Bruno Gaudêncio deixam PMDB e candidatura de Tatiana e passam para Daniela

Familia Gaudêncio se sente desprestigiada e acha Daniela nome mais adequado

30/09/2012 15:16

O ex-deputado federal e ex-deputado estadual Álvaro Neto, bem como o ex-vereador e ex-superintendente da FUNASA, Bruno Gaudêncio, confirmaram em contatocom o Portal WSCOM neste domingo que entregaram Carta ao senador Vital Filho e o prefeito Veneziano Vital desfiliando-se do PMDB por se sentirem desprestigiados no partido e na estrutura política, fazendo-os deixar de apoiar a candidata Tatiana Medeiros para Prefeitura, pois optaram e estão engajados com a candidata Daniela Ribeiro, do PP.

– Apesar de gostar muito de política, de viver política no seu dia a dia, nos últimos dois anos passei a sentir que a minha presença nos quadros peemedebistas passou a ser dispensável, pois não estive sequer sendo lembrado para opinar sobre a sucessão municipal, dentre outros momentos importantes vividos pelo partido – explicou Álvaro Neto em Carta dizendo que a formalização era a atitude ética encontrada para votar e apoiar Daniela Ribeiro.

Ela também se queixa do ex-governador e presidente do partido, José Maranhão.

EXPLICAÇÕES  – Para Álvaro, líder político em Campina e no Cariri, “Daniela oferece oportunidade salutar para Campina estreitar cada vez mais seu relacionamento Governo Federal já que é notório que a Presidenta Dilma tem esse interesse, além do fato de que seu irmão ministro Aguinaldo Ribeiro ocupa uma das mais importantes Pastas da estrutura federal.

Em face disso, ele entende que Campina pode se transformar em canteiro de obra com Daniela prefeita

– Também conhecemos a origem dela como filha de Enivaldo, um cidadão pacato, que tem tudo para harmonizar e preparar a cidade para o futuro – afirmou ele dizendo que ficará sem partido, mas já tem convite de Aguinaldo para o PP.

Com esta decisão, apenas o advogado Felipe Gaudencio tem compromisso com a candidatura do PT, por ser a ele filiado, mas os demais seguem a decisão pro Daniela.

Eis o teor da Carta de Desfiliação, na integra:

Campina Grande, 27 de setembro de 2012.

Estimados Vitalzinho e Veneziano,

Durante a minha permanência no PMDB tinha inicialmente na pessoa do governador José Maranhão a minha liderança maior, de quem seguia orientação política. Ao mesmo tempo recebia dele gestos de carinho e solidariedade. Num período mais recente, quando votei para Deputado Federal em Vital Filho e em seguida em dona Nilda, contrariei o governador Maranhão, porque nestas eleições ele queria que eu saísse candidato à Câmara Federal. E eu não o atendi, pois, nas duas eleições, já tinha meus referidos candidatos. Ele não deve ter gostado. E eu passei a eleger vocês dois como meus comandantes no exercício da política.

Lembro-me que a decisão de ser candidato a Deputado Estadual, confesso, era para ficar mais perto de Campina e de Veneziano, pois, como Deputado, certamente, iria fomentar a minha candidatura como sucessor do meu Prefeito. Lamentavelmente não deu certo, pois fiquei praticamente sem instrumentos.

Apesar de gostar muito de política, de viver política no seu dia a dia, nos últimos dois anos passei a sentir que a minha presença nos quadros peemedebistas passou a ser dispensável, pois não estive sequer sendo lembrado para opinar sobre a sucessão municipal, dentre outros momentos importantes vividos pelo partido.

Por isso, tomei a decisão de deixar o PMDB para participar do pleito eleitoral defendendo outra candidatura, o que me parece ético.

Finalmente agradeço a vocês pela solidariedade recebida durante a nossa boa convivência, colocando-me ao inteiro dispor, pronto para servi-los naquilo que esteja ao meu alcance. Atenciosamente

Álvaro Gaudêncio Neto