BESSA GRILL
Início » Policiais » Violência no Carnaval: Polícia registra quatro violentos assassinatos em menos de 12 Hs

Violência no Carnaval: Polícia registra quatro violentos assassinatos em menos de 12 Hs

26/02/2017 16:31

Homossexual é morto a pedradas na PB; mais 2 mortes são registradas no carnaval

Créditos: Reprodução do WhatsApp

Três homicídios foram registrados nesse sábado e madrugada de domingo, 26, em cidades da Paraíba. Os crimes aconteceram nas cidades de Areia, Esperança e Boqueirão.

Em Esperança, por volta das 15h de sábado, próximo a Escola Padrão, um adolescente identificado como Edvaldo Clementino dos Santos, de 17 anos, foi morto a tiros, por dois homens desconhecidos, que estava em uma moto. Ele ainda foi socorrido por familiares para o hospital da cidade, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu.

Em Boqueirão, na Praça do Bairro Novo, o mototaxista Jeans Carlos da Silva, 29 anos, foi atingido por cinco tiros, efetuado por dois homens em duas motos.
A vitima ainda foi socorrido por uma equipe do Samu para o Hospital de Trauma em Campina Grande, onde morreu. O mototaxista morava no Bairro Malvinas, na cidade de Boqueirão.

Já na cidade de Areia, no Brejo paraibano, um homossexual conhecido por Damião, que morava em Alagoa Grande, foi assassinado as pedradas em frente o portão do Mercado Público. Nos três crimes a policia não conseguiu identificar nenhum dos autores.

Adolescente de 17 anos é assassinado a tiros no Sertão da Paraiba

Créditos: Reprodução do WhatsApp

 Um adolescente foi assassinado a tiros na madrugada desse domingo (26), no Cento da cidade de Sousa. De acordo com informações, Matheus de Oliveira, de 17 anos, foi encontrado por populares, agonizando próximo a um posto de combustível.  Uma viatura da Policia Militar, esteve no local e socorreu a vítima para o Hospital Regional da cidade, onde não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu ao dar entrada naquela unidade Hospitalar.

Ainda de acordo com informações, o crime teria sido cometido por um jovem que estava em uma bicicleta. O Grupo Tático Especial (GTE) segue em diligência para elucidar o caso e tentar descobrir suspeitos e a motivação do crime.

www.reporteriedoferreira.com