BESSA GRILL
Início » Policiais » Vereador é preso em Patos por vender equipamentos do Estado em sites da internet

Vereador é preso em Patos por vender equipamentos do Estado em sites da internet

11/07/2017 12:43

Vereador estaria vendendo equipamentos da secretaria de Segurança na internet

Um vereador da cidade de São Mamede foi preso pela Polícia Civil paraibana, na tarde dessa segunda-feira (10), acusado de vender equipamentos pertencentes a Secretaria de Estado da Educação da Paraíba-SEE/PB em sites conhecidos de compra e venda de mercadorias.

Alé do vereador, outra pessoa foi presa.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Demétrius Patrício, as diligências se iniciaram na quinta-feira passada (06), logo após ter chegado a delegacia uma denúncia que um equipamento chamado Acess Point – que funciona como espécie de repetidor de sinal de internet – pertencente a uma escola estadual da 6ª Gerencia Regional de Educação de Patos/PB, estava sendo ofertado na internet pelo valor de R$ 500,00 (quinhentos reais), sendo que as fotos de exibição do produto constavam o número de tombamento da SEE/PB.

Assim, agentes de investigação conseguiram entrar em contato com o “anunciante” e posteriormente marcaram um encontro no centro de Patos/PB para que fosse fechado a transação de compra e venda do dito equipamento, oportunidade em um técnico em informática, de 25 anos, foi preso em flagrante por crime de receptação.

No decorrer das diligências, descobriu que o responsável pelo desvio e apropriação dos equipamentos públicos seria o vereador de São Mamede, que foi preso por peculato.

era a pessoa de FRANCISCO DAS CHAGAS MEDEIROS, vulgo “CHAGUINHA MEDEIROS” (37 anos de idade), vereador do município de São Mamede, e que em posse do mesmo ainda havia outros equipamentos pertencentes ao Poder Público. Assim, em ato contínuo, os agentes de investigação conseguiram localizar o vereador que confessou ter “guardado” os aludidos equipamentos em um sítio na zona rural de São Mamede.

Os equipamentos foram localizados, apreendidos e devolvidos à Secretaria de Educação. Já “Chaguinha de Medeiros” fora preso em flagrante por crime contra a administração pública.

O delegado seccional da 15ª AISP, George Wellington Junior, informou, por fim, que o técnico em informática pagou fiança e foi leberado. Já o vereador recolhido ao Presídio Regional Romero Nóbrega, em Patos-PB, onde ficará à disposição da Justiça.

www.reporteriedoferreira.com.br