BESSA GRILL
Início » Policiais » Três pessoas são mortas em menos de 12 horas na Paraíba

Três pessoas são mortas em menos de 12 horas na Paraíba

22/11/2017 10:05

Os crimes aconteceram em três municípios do estado, entre a noite da ​terça-feira (21) e a madrugada desta quarta (22).

Homicídio no bairro do Rangel, em João Pessoa, nesta quarta-feira (22).
Homicídio no bairro do Rangel, em João Pessoa, nesta quarta-feira (22).

Os crimes aconteceram na noite da terça-feira (21) e na madrugada desta quarta (22), nas cidades de Santa Rita, João Pessoa e Boqueirão, no Cariri do estado.

Na Capital

Um homem de 40 anos foi morto na madrugada desta quarta, no bairro do Rangel, em João Pessoa. O assassinato aconteceu na região conhecida como Rua da Mata, por voltas das 4h30. Segundo os moradores, foram ouvidos mais de 10 tiros nesta noite.

A mãe da vítima revelou que ele nunca foi preso e desconhece a autoria do crime. “Ele não tinha inimigos. Era uma pessoa muito querida no bairro. Nasceu e se criou aqui. Só tinha o vício de beber. Hoje era o dia dele trabalhar e pagar as continhas dele. Nunca foi preso, nunca matou ninguém. Não era traficante, nem matador. Se fosse, eu diria”, disse a mãe emocionada à imprensa.

A polícia esteve no local, mas não tem informações dos suspeitos.

Em Boqueirão

Um homicídio foi registrado na noite desta terça-feira (21), na cidade do Cariri paraibano. José Eduardo do Nascimento, de 19 anos, foi morto com 10 tiros de pistola na cabeça, pescoço, tórax e nas costas.

Segundo a polícia, o assassinato aconteceu próximo à ladeira de acesso ao açude Boqueirão, por volta das 21h.

De acordo com testemunhas o crime aconteceu próximo ao bar do Mário. Ninguém foi preso.

Em Santa Rita

Um jovem foi assassinado a tiros na Praça dos Quiosques, no bairro de Tibiri, em Santa Rita. De acordo com a Polícia Militar, ele foi atingido por quatro disparos de arma de fogo por volta das 19h.

O homem foi identificado como Felipe Fabrício de Sousa Gomes, de 21 anos. A polícia ainda não tem informações sobre os suspeitos, nem o que teria motivado  a morte.

www.reporteriedoferreira.com.br