BESSA GRILL
Início » Policiais » Três pessoas são baleadas e ex-presidiário é executado na Capital

Três pessoas são baleadas e ex-presidiário é executado na Capital

8/11/2015 19:11

Três pessoas foram baleadas entre a noite deste sábado (7) e a madrugada deste domingo (8), em João Pessoa, na Paraíba. Os crimes aconteceram nos bairros de Mangabeira, São José e Rangel.

Por volta das 22h20 deste sábado, Filipe José dos Santos, de 22 anos, foi baleado em Mangabeira II. No local, as pessoas não sabiam informar de onde a vítima era e nem o que teria motivado o crime. Segundo a técnica de enfermagem do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Antônia Edivânia, os disparos atingiram a cabeça do jovem, o que ocasionou uma perda de massa encefálica.

Cerca de 40 minutos depois, outro jovem foi vítima de uma possível tentativa de homicídio. Um adolescente de 16 anos sofreu três disparos, que atingiram as costas, a perna esquerda e a mãe direita. De acordo com relatos da irmã da vítima, o jovem andava com más companhias.

Já na madrugada deste domingo (8), a violência não deu trégua. No bairro o Rangel, um homem foi vítima de tentativa de homicídio. De acordo com testemunhas, a vítima teria sofrido pelo menos dois disparos.
Em todos os casos, os feridos foram socorridos pelo Serviço de Atendimento de Urgência (Samu) e levados para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, na Capital.

Atualização-O jovem Filipe José dos Santos, de 22 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital de Trauma.

PRESIDIÁRIO É ENCONTRADO MORTO EM ESTRADA DA PARAÍBA

O corpo de um homem de 41 anos foi encontrado no início da manhã deste domingo (8), na Zona Rural de Pombal, no Sertão paraibano. A vítima apresentava perfurações de arma de fogo.

A vítima identificada como Nilo Brasileiro Vieira foi achado em uma estrada que dá acesso ao Sítio Padre Antônio. Ele respondia por alguns crimes e era presidiário em regime semi-aberto na cidade de Sousa. Segundo informações, Nilo Brasileiro já estava desaparecido há vários dias e não tinha voltado para a prisão, onde cumpre pena.

As Polícias Militar e Civil foram acionados até o local. A perícia foi realizada e, em seguida, o corpo foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML) de Patos. O caso está sendo investigado.

www.reporteriedoferreira.com