BESSA GRILL
Início » Policiais » Polícia prende dois acusados de participarem de roubos de veículos

Polícia prende dois acusados de participarem de roubos de veículos

20/09/2012 23:20

Uma ação integrada entre Polícia Militar e Polícia Civil desarticulou um esquema de roubo de veículos, que já vinha acontecendo há dois meses em João Pessoa. Foram presos em Marés dois homens responsáveis por praticar os roubos dos veículos e repassá-los aos Estados vizinhos. Cinco vítimas já reconheceram os acusados. A polícia acredita que eles seriam responsáveis pelo roubo de mais de 10 veículos.

A prisão aconteceu após policiais do 5º Batalhão de Polícia Militar receberem a informação de que o acusado passaria em um carro de luxo próximo ao Corpo de Bombeiros, em Marés. Foi montado um bloqueio e o acusado, Francisco Rodrigues da Silva, de 35 anos, foi pego em um veículo do tipo Pajero, onde foi encontrado o celular de um comerciante que teve o carro roubado na última terça-feira (17), na comunidade Novo Horizonte.

Os policiais foram até a casa do acusado (no bairro das Indústrias) e encontraram alguns objetos roubados no assalto da terça. Após a prisão, policiais do 5º BPM, juntamente com policiais do Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil, foram até a cidade de Mata Redonda, divisa dos estados da Paraíba e Pernambuco. Lá eles encontraram Joel Ferreira dos Santos, de 33 anos, que agia nos assaltos com Francisco Rodrigues.

Joel Ferreira tinha um mandado de prisão em aberto por assalto. Ele estava foragido desde 2010 da penitenciária média de Mangabeira. O primeiro acusado estava em liberdade condicional respondendo também por assalto.

De acordo com informações do comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar, tenente coronel Lívio Delgado, desde o primeiro roubo

de uma Hilux (carro que era alvo dos acusados), no Geisel, as polícias começaram a trabalhar em conjunto para prender os acusados. Segundo ele, os roubos eram praticados na zona sul e os carros eram levados para Campina Grande, onde eram distribuídos para os Estados Vizinhos pelo valor de R$ 4 mil, cada.

“Eram quadrilhas articuladas, interestaduais, que estavam agindo na cidade e a gente não estava identificando para onde estavam indo esses veículos. Os carros eram recrutados aqui e passados para Campina Grande, de onde seguiam para Fortaleza. O destino seria pessoas envolvidas em roubos a bancos que encomendavam esses veículos a eles”, detalhou o militar.

Um terceiro acusado de receber os veículos em Campina Grande e repassar para Fortaleza foi assassinado na sexta-feira (14). Dois homens em uma moto teriam seguido ele e atirado várias vezes, na Avenida Dinamérica, em Campina Grande. Segundo a Polícia, a morte estaria relacionada com o envolvimento em assaltos na cidade.

 

 

Os acusados foram levados para o presídio da capital e a polícia vai investigar a participação de outros suspeitos para tentar localizar mais veículos roubados pela quadrilha.

Segundo a Polícia, eles sempre agiam em dupla, tomavam os carros por assalto e levavam as vítimas, que eram deixadas em locais desabitados. Durante o trajeto, as vítimas eram constantemente ameaçadas. O alvo eram caminhonetas do tipo Hylux, mas eles também são acusados pelo roubo de mais três carros pequenos (duas pick-ups strada e um corsa).

Várias vítimas estão indo a 4ª Delegacia Distrital reconhecer os acusados. Três proprietários de veículos Hylux, dois de caminhonetes Pick-up Strada e um de um veículo corsa já os reconheceram.

 

 

 

 

da Secom