BESSA GRILL
Início » Policiais » No instagram, Samukinha rebate acusação e afirma: “Internet é terra sem lei”

No instagram, Samukinha rebate acusação e afirma: “Internet é terra sem lei”

23/01/2018 02:02

 

Samukinha diz estar “tranquilo” e “em paz” e ainda comunica, oficialmente para os seus seguidores do instagram, sua saída da emissora.

O filho do apresentador da TV Correio, Samuka Duarte, Wendysllan Bruce, conhecido como ‘Samukinha’, postou, na tarde deste domingo (21) alguns vídeos no stories do seu instagram falando, em sua defesa, sobre a acusação que o site TV Foco trouxe, afirmando que o ex repórter da emissora Record teria sido demitido por justa causa após roubar a empresa. “Internet é terra sem lei”, disse ele em um dos posts.

Samukinha diz estar “tranquilo” e “em paz” e ainda comunica, oficialmente para os seus seguidores do instagram, sua saída da emissora. “De forma oficial estou aqui falando pra vocês que eu não faço mais parte do grupo Record, de forma amigável a gente decidiu isso e eu vou seguir novos rumos”, disse.

O repórter que já passou por algumas emissoras da Paraíba, e que, atualmente, está a frente de um programa de verão da TV Arapuan, esteve por três anos trabalhando na sede da emissora Record, em São Paulo, como repórter responsável por realizar matérias humorísticas para um programa semanal de domingo, até que no mês de dezembro do ano passado, ele foi anunciado fora da equipe da rede de tevelisão. O motivo, segundo ele, seria o término do contrato. Mas, neste domingo veio à tona pelo site TV Foco, que Samukinha  teria sido demitido por justa causa, após roubar a empresa.

Segundo o site, Samukinha foi demitido depois de ser descoberto que ele estava superfaturando gastos e roubando dinheiro da emissora. Os suspostos casos de superfaturamento aconteciam dessa forma: nas viagens que fazia para realizar reportagens, o repórter superfaturava as notas fiscais e sempre aparecia com valores altos – numa dessas, ele declarou ao canal da Barra Funda que gastou R$ 400 somente em água em uma viagem que durou apenas três dias.

Diante da situação, o departamento financeiro da rede de Edir Macedo ficou desconfiado dos altos gastos e decidiu investigar. Não deu outra. Ficou comprovado que o repórter estava superfaturando as notas e embolsando parte do dinheiro. Com a descoberta nada agradável, a Record o demitiu por justa causa.

www.reporteriedoferreira.com.br