BESSA GRILL
Início » Policiais » Máfia Italiana tinha tentáculo na Paraíba; R$ 10 milhões em bens são sequestrados

Máfia Italiana tinha tentáculo na Paraíba; R$ 10 milhões em bens são sequestrados

PF desarticulou esquema e determinou o sequestro de R$ 10 milhões em bens móveis e imóveis

18/07/2013 14:49

PF

A Polícia Federal (PF) cumpre, na manhã desta quinta-feira (18), mandados de busca e apreensão e sequestro de bens para desarticular esquema internacional de lavagem de dinheiro com ramificação na Paraíba. O crime era cometido por membro da máfia italiana com residência e empresa fixas no Estado.

De acordo com o delegado de Repressão a Crimes Financeiros, Fabiano Emídio, o esquema é capitaneado por um cidadão italiano, que tem residência fixa na Paraíba e aqui constituiu empresa de fachada no ramo de mineração. Essa empresa simulava a venda de minérios para o exterior, sobretudo para uma empresa situada na Suíça.

De acordo com informações obtidas em colaboração com a Interpol e com as investigações realizadas no inquérito policial, a empresa suíça é comandada também por italianos, que remeteram grandes quantias em dinheiro para o Brasil em decorrência da compra fictícia de minério.

“O dinheiro obtido com a suposta comercialização de minério era encaminhado da Suíça, no entanto, constatou-se que esse minério não era enviado para o exterior”, explicou o delegado Fabiano Emídio. “O objetivo da operação foi de desarticular financeiramente esse grupo, que se notabiliza como um tentáculo da máfia italiana na Paraíba”, continuou.

O dinheiro foi internalizado no Brasil através Paraíba, mediante de contratos de câmbio ideologicamente falsos. Em território nacional, o dinheiro foi investido em nome de laranjas em empreendimentos na Paraíba, no Mato Grosso do Sul, em Brasília e no Rio de Janeiro. Em todos esses locais, a Polícia Federal cumpre mandados expedidos pela Justiça Federal na Paraíba. Aproximadamente R$ 10.000.000,00 (R$ 10 milhões) devem ser sequestrados na data de hoje entre bens móveis e imóveis.

 

Da Redação com Assessoria