BESSA GRILL
Início » Policiais » Ladrões ateiam fogo e matam dentista em São Paulo

Ladrões ateiam fogo e matam dentista em São Paulo

Polícia divulga imagens de suspeito de matá-la

25/04/2013 20:58

A Polícia Civil de São Bernardo do Campo, no ABC, diz já ter imagens de ao menos um suspeito de ter ateado fogo e matado a dentista Cinthya Magaly Moutinho de Souza, de 47 anos.

Ela morreu queimada após assalto a seu consultório em São Bernardo do Campo, no ABC, na tarde desta quinta-feira (25).

O delegado Roberto Bueno de Menezes, titular do 2° Distrito Policial de São Bernardo, afirma que ao menos um suspeito aparece na imagem do circuito interno da loja de conveniência de um posto de gasolina. Foi neste estabelecimento, segundo a investigação, que o suspeito fez um saque com o cartão da dentista.

“Conseguimos também filmagens do local onde foi sacado o dinheiro. Temos imagens de um dos indivíduos. Encaminhamos a vítima (paciente da dentista), que está viva, para fazer um retrato falado”, disse o delegado.

Crueldade

Para a mãe da vítima, a filha foi vítima de “uma crueldade”. “Fizeram uma crueldade, o que eu espero é Justiça. Mas cadeia é estágio para o crime, eles vão lá e voltam piores, eu não sei o que esperar”, afirmou a mãe, Risoleide Moutinho de Souza.

Segundo a Polícia Militar, um trio invadiu o consultório na Rua Copacabana por volta das 12h30 e anunciou o assalto. Como eles não encontraram dinheiro, a dentista entregou o cartão e a senha.
O delegado seccional Waldomiro Bueno Filho afirma que os ladrões sacaram R$ 30, enquanto um outro continuou no consultório com a dentista e uma paciente. Depois, os criminosos voltaram, atearam fogo na vítima e fugiram em um carro. Um quarto assaltante aguardava os outros em um Audi estacionado perto do consultório.

Testemunha

A polícia já ouviu a paciente que estava no consultório quando os criminosos chegaram. Ela disse, de acordo com o delegado, que um ladrão colocou um capuz em sua cabeça, mas que ouviu a dentista conversando com os criminosos.

G1