BESSA GRILL
Início » Policiais » Jogador Marcelinho Paraíba está sendo indiciado por agressão física

Jogador Marcelinho Paraíba está sendo indiciado por agressão física

o indiciado aguarda decisão da Justiça em liberdade

19/01/2013 01:30

google.com

A titular da Delegacia de Proteção à Mulher de Campina Grande, delegada Herta de França, indiciou nesta sexta-feira (18) o jogador de futebol Marcelinho Paraíba por lesão corporal leve e ameaça à ex-namorada, Ana Paula Alves Dantas. O caso aconteceu no dia 13 de dezembro de 2012, quando a mulher teria ido ao sítio do jogador, na Zona rural de Campina Grande, na Paraíba, cobrar o pagamento de pensões alimentícias atrasadas. Ela prestou queixa e o atleta chegou a ser detido, mas pagou fiança e responde em liberdade.

Durante o depoimento que prestou no dia da ocorrência, Marcelinho optou pelo silêncio. Segundo a delegada, ele não respondeu nenhuma das perguntas às quais foi submetido, mas pagou fiança de R$ 12,4 mil e pôde responder ao processo em liberdade. A ex-namorada do atleta contou à polícia que ele devia um ano de pensão alimentícia ao filho de 3 anos. Quando ela teria ido até o sítio dele, no bairro de Nova Brasília, para cobrar o montante, o jogador teria ficado irritado e a agredido.

Os exames realizados pelo Instituto de Polícia Científica (IPC) confirmaram que a suposta vítima possuía marcas de violência, o que levou a delegada a indiciar Marcelinho por agressão de natureza leve e ameaça. Juntas, as penas podem resultar em até quatro anos de detenção. Por telefone, o advogado do jogador, Afonso Vilar, disse que não foi notificado do indiciamento.

Vilar afirmou ainda que o inquérito é informativo e que as partes precisam ser intimadas pela Justiça, o que ainda não ocorreu. Após a intimação, cada um tem prazo de 10 dias para responder. No dia após ao incidente, Vilar confirmou que Marcelinho estava inadimplente com relação à pensão alimentícia, mas não disse nada sobre a lesão.

Na época do fato, Marcelinho jogava pelo Boa Esporte, de Minas Gerais. Atualmente, o jogador está sem contrato firmado com nenhum time.

Em novembro de 2011, o jogador foi detido, também em Campina Grande, acusado de estuprar uma mulher durante festa promovida em seu sítio. Segundo a denunciante, ele a teria tentado beijar à força. Marcelinho acabou sendo absolvido da acusação por falta de provas.

NE10