BESSA GRILL
Início » Policiais » EXCLUSIVO: Polícia intima Primeira Dama Pâmela, para depor nessa 2ª-Feira

EXCLUSIVO: Polícia intima Primeira Dama Pâmela, para depor nessa 2ª-Feira

8/06/2015 06:55

Central e PâmelaA Jornalista Pâmela Bório, ex-primeira dama acaba de ser intimada para comparecer a Delegacia de Homicídio, na central de Polícia , na próxima segunda-feira às 10h. A intimação foi efetivada pela Polícia Judiciária, por determinação do Exmº. Sr. Dr. Delegado Paulo Josafá, que foi designado para apurar o caso envolvendo a jornalista e a babá.

Há comentários nos corredores da Central de Polícia, de que a ex-primeira dama, será submetida a qualificação e interrogatório por tentativa de crime. Não se tem informações quais  artigos, parágrafos e incisos que serão tipificados pela autoridade policial contra a Jornalista e ex-primeira dama. ( A tipificação consiste em transformar o legislador uma determinada conduta humana – considerada no plano das hipóteses (o chamado “fato-tipo”)

 

images (1)A Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal emitiu, esta semana, um laudo oficial sobre o exame de corpo de delito realizado na babá Indaiá Moreira, que acusou a ex-primeira dama da Paraíba, a jornalista Pâmela Bório, de tê-la agredido com uma faca na última quarta-feira, 3, no Bessa. Segundo o documento, assinado pela médica-perita Ana Flávia M. França, foram constatadas escoriações lineares no braço direito e na região dorsal.

Pâmela e Indaiá trocaram acusações e ações na Justiça. No depoimento, a babá conta que teria sido expulsa do apartamento da jornalista, que estaria com medo de contrair uma virose da qual Indaiá estaria acometida. Com a recusa, Pâmela teria reagido de forma agressiva, chutando a babá, agredindo-a com socos e, por fim, ameaçando esfaqueá-la.

Já a ex-primeira dama, em seu perfil em uma rede social, dá sua versão para os fatos, alegando inocência e afirmando tratar-se de uma armação jornalística para que ela perdesse a guarda do filho do governador Ricardo Coutinho. Ela chegou a acusar a Secretaria estadual de Comunicação de “patrocinar” setores da imprensa para difamá-la.

O jornalista Luís Torres, secretário responsável pela Secom Estadual, reagiu com indiferença à acusação da ex-primeira dama, evitando estender-se sobre o tema. “A Secom tem muito mais a fazer na sua missão institucional de governo do que acompanhar confusões pessoais”, disse o secretário.

www.reporteriedoferreira.com