BESSA GRILL
Início » Policiais » É Grave o estado clínico da Criança de 10 anos atingida com tiro e Jovem é assassinado em Ônibus

É Grave o estado clínico da Criança de 10 anos atingida com tiro e Jovem é assassinado em Ônibus

21/02/2017 06:30

A arma teria disparado acidentalmente pela irmã de 14 anos

Créditos: Reprodução do WhatsApp

Uma tragédia familiar aconteceu no inicio da tarde desta segunda-feira, 20, no bairro Jardim Planalto, em João Pessoa, onde uma criança de 10 anos de idade foi baleada no rosto acidentalmente pela irmã de 14 anos.

De acordo com o tenente Alcântara, da Polícia Militar, outro menor de 16 anos, que recentemente saiu do Centro Educacional do Adolescente (CEA), conseguiu uma pistola para se vingar de uma cunhada e escondeu a arma embaixo do colchão.

No entanto, a adolescente encontrou a pistola e ao manusear, acabou ferindo a criança com um tiro na face. A vítima foi socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa.  O adolescente proprietário da arma e a irmã da vítima, de 14 anos, foram levados para a Delegacia da Infância e Juventude para prestar depoimento.

Adolescente é morto a tiros dentro de ônibus na Capital

Créditos: Reprodução do WhatsApp

Um jovem foi assassinado dentro de um ônibus na madrugada dessa segunda-feira, 20, no bairro José Américo, região Sul de João Pessoa. De acordo com informações, a vitima foi um adolescente de 15 anos, que estava vindo do bloco das Virgens de Tambaú, e quando o transporte coletiva passava na comunidade, o jovem teria gritado o nome de uma facção rival.

Segundo relatos de testemunhas, um grupo de jovens bloqueou a passagem do veiculo, em seguida subiram e efetuaram vários disparos no adolescente, que morreu no local, ferindo ainda outras duas pessoas, que foram socorridas por uma equipe do Samu, para o Hospital de Emergência e Trauma.

Após cometer o homicídio, os suspeitos desceram do ônibus e fugiram a pé. O condutor do coletivo resolveu então seguir até a entrada da garagem da empresa Transnacional, no mesmo bairro, a cerca de 9 quilômetros de onde aconteceu o crime, e acionar a polícia.

O vidro dianteiro do ônibus ficou destruído na ação. Após conduzir o ônibus com o adolescente morto até a garagem da empresa, o motorista fugiu com medo. Uma equipe do Instituto de Polícia Científica (IPC) foi acionada para coletar provas.

A polícia civil, através da Delegacia de Homicidios, abriu inquérito para apurar a motivação e autoria do crime. Existe a possibilidade de uma briga entre facções rivais.
O corpo do adolescente foi encaminhado para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gerou), no bairro do Cristo Redentor.