Condenado por estupro coletivo em Queimadas é morto com vários tiros

Foto: divulgação/Polícia Civil

Foi assassinado na madrugada desse domingo (20) um dos homens condenados pelo estupro coletivo que ficou conhecido como “Barbárie de Queimadas”. Jacó Sousa estava em uma barraca de espetinho, bebendo com os amigos, quando foi surpreendidos por homens armados e morto a tiros.

A polícia trabalha com duas hipóteses: vingança ou algum problema registrado nos oito anos que ele permaneceu preso. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas apenas constatou o óbito.

O estupro de cinco mulheres e assassinato de uma delas, em Queimadas, aconteceu em 2012. Jacó foi um dos condenados. Da pena de 30 anos, ele cumpriu oito no presídio de Segurança Máxima PB1, em João Pessoa, e estava em liberdade condicional há dois meses quando retornou à Queimadas.

A polícia investiga o caso.

www.reporteriedoferreira.com.br