BESSA GRILL
Início » Policiais » Comerciante atropela pai, mãe e filha após sair de uma festa de vaquejada em Sumé

Comerciante atropela pai, mãe e filha após sair de uma festa de vaquejada em Sumé

Altamiro Duarte foi detido, mas pagou fiança e foi liberado

22/01/2013 18:17

Na noite do último domingo, 22, o comerciante Altamiro de Oliveira Duarte, após sair de uma festa de vaquejada no município de Sumé, por volta das 22 horas, atropelou uma família que vinha em uma moto trafegando pela BR-412.

Jorge Sandro, sua esposa Vanusa Maciel e a filha Joice, de apenas 2 anos, residentes no Sítio Jurema, bateram de frente com o carro conduzido pelo comerciante que vinha em alta velocidade e fez uma ultrapassagem perigosa na rodovia.

Altamiro Duarte não conseguiu livrar o acidente e atropelou a família de Jorge. Ele foi conduzido a Delegacia de Polícia Civil de Monteiro e foi autuado pelo delegado de polícia civil, Paulo Ênio, por embriagues ao volante e falta de habilitação.

A autoridade policial em obediência ao que diz a lei autuou o acusado e determinou fiança de R$ 1.400, o que foi pago imediatamente pelo envolvido.

Todas as vítimas foram levadas para o Hospital de Sumé, mas por sorte não tiveram nada grave, apenas escoriações. Todos, com exceção da criança foram liberados. A pequena Joyce ficou no Hospital acompanhada da mãe, pois teve bastante arranhões.

Segundo o delegado Paulo Rabelo, o que se pode observar neste caso é a total irresponsabilidade de todos os envolvidos com o Código de Trânsito Brasileiro, o que acaba resultando por vezes em graves acidentes. Para a autoridade, tanto o acusado errou ao dirigir sob efeito de bebida alcoólica e sem habilitação, como o pai de família ousou colocar uma criança de 2 anos na garupa de uma moto e em plena rodovia federal.

Da Redação (com De Olho do Cariri)