BESSA GRILL
Início » Policiais » Carros da guarda municipal de Pocinhos são periciados; polícia suspeita de tortura

Carros da guarda municipal de Pocinhos são periciados; polícia suspeita de tortura

Corpo de jovem foi encontrado carbonizado a margem de rodovia no Agreste

18/12/2012 15:56

Marcos Paulo, delegado regional

O delegado regional Marcos Paulo Vilela está neste momento reunido com o delegado Fernando Zoccola, designado em caráter especial para apurar a morte do estudante Davi Santos Silva, 16 anos. O corpo do adolescente foi encontrado carbonizado na tarde de segunda-feira, 17, na zona rural de Pocinhos, próximo a uma estrada que dá acesso a cidade de Montadas.

Marcos Paulo adiantou que os dois carros da guarda municipal de Pocinhos já foram periciados e está aguardando o resultado que ele não revelou quando será divulgado. “Já temos uma linha de investigação bastante definida sobre o crime, mas nada podemos divulgar para não estragar o nosso trabalho”, disse.

As primeiras suspeitas sobre a autoria do crime recaiu em integrantes de uma guarnição da Guarda Municipal de Pocinhos que teria abordado Davi e mais amigos, de 13 e 17 anos quando eles seguiam a pé em direção a Pocinhos. Os adolescentes disseram para a polícia que haviam sido abordados pelos guardas, indagados sobre roubos e depois eles foram liberados, mais Davi ficou em poder deles. Não está descartado que o jovem foi torturado até a morte.

A suspeita recai sobre os guardas após as informações dos dois jovens e também pelas declarações do pai de Davi, o ex-vereador do município, Juarez Francisco. Para a imprensa ele declarou que o chefe da guarda municipal, Normando Cavalcante teria falado sobre a abordagem do filho dele, inclusive sobre a tortura.

Enquanto isso, o delegado Marcos Paulo afirmou que todos os guardas da Prefeitura Municipal de Pocinhos serão ouvidos. “Um deles já foi interrogado pelo delegado Marçal e o que ele disse está mantido em sigilo”, garantiu.