BESSA GRILL
Início » Policiais » Assassino de ex-mulher é preso pela polícia em Pernbambuco

Assassino de ex-mulher é preso pela polícia em Pernbambuco

Cleyton Eliel foi preso em Pernambuco; Delegada Vanderléia Gadi comanda as investigações

4/01/2013 07:57

A polícia prendeu na tarde desta quinta-feira (03) Cleyton Eliel Braz Feitosa, acusado de assassinar com cinco tiros sua ex-companheira no último dia 11 de dezembro na zona rural do município da Prata. Ele estava foragido desde o dia do crime e foi capturado na cidade de Catende, em Pernambuco, após ter comentado em uma mesa de bar que havia assassinado uma mulher na Paraíba, conforme informações apuradas em primeira mão pelo Cariri Ligado.

O crime causou revolta pela tamanha covardia causada contra a vítima, Vilma Soares dos Santos, de 31 anos. Cleyton será transferido para a Cadeia Pública da cidade de Prata, no Cariri paraibano. A prisão foi realizada por uma equipe da Polícia Militar de Pernambuco comandada pelo Capitão Sandro, após um contato com a delegada Vanderléia Gadi, que comanda as investigações.

Relembre o caso

Vilma Soares dos Santos, de 31 anos, mais conhecida como “Vilma de Zé Biroba” foi assassinada no último dia 11 de dezembro com 5 tiros pelo seu ex-companheiro Cleyton Eliel Braz Feitosa. Segundo informações, Vilma teria se dirigido 5ª Superintendência Regional da Polícia Civil, buscando informações a cerca de um processo baseado na Lei Maria da Penha, já instaurado contra Cleyton no ano de 2011, e chegou a comentar na delegacia que iria no Fórum de Monteiro dar entrada numa ação de pensão alimentícia, já que tinha um filho de 2 anos com o acusado e ele nunca havia prestado assistência.

Populares do Sítio Santa Catarina, localizado na zona rural de Monteiro, afirmaram que Cleyton passou parte da manhã num bar da localidade e tomou apenas uma cerveja, como se estivesse apenas passando o tempo, quando Vilma passou de moto, vindo de Monteiro, em direção ao sítio de seu pai. Minutos depois, ela passou na garupa de uma moto com uma amiga e uma criança pequena entre as duas, que iam em direção a um galpão da comunidade no Sítio da Matarina, no município da Prata, onde funciona uma escola profissionalizante de corte e costura para as mulheres da comunidade.

Foi quando Cleyton a seguiu num corsa sedam prata, de placas não identificadas e obrigou a jovem que conduzia a moto a parar e correr com a criança, “se não quisesse morrer também” e desferiu 5 disparos de arma de fogo contra a vítima e fugiu em direção à BR 412. O Samu chegou a ser acionado até o local, mas constatou que a vítima já estava em óbito. A vítima deixou uma criança de aproximadamente 2 anos que ficou aos cuidados dos avós maternos.

Da Redação (Com Cariri Ligado)