BESSA GRILL
Início » Policiais » Pbtran intensifica” blitz “visando manter Lei Seca

Pbtran intensifica” blitz “visando manter Lei Seca

23/07/2012 20:58

Dando continuidade na Operação Lei Seca “Álcool Tolerância Zero”, o tenente coronel Paulo Sérgio comandante do BPTran/PB, comandou pessoalmente durante toda noite e madrugada do sábado para o domingo (22), blitz de fiscalização de trânsito, para coibir motoristas que costumam dirigir embriagados na capital paraibana. O BPTran colocou mais uma vez em diversos pontos da cidade, guarnições equipadas com o Bafômetro, e desta vez as operações se concentram na Avenida Epitácio Pessoa, via onde se registra maior numero de acidentes de trânsito de natureza grave.

Durante a operação 236 motoristas se submeteram ao teste de alcoolemia. 83 foram notificados, 40 tiveram a CNH recolhida, e 06 motoristas foram levados para a Delegacia de Polícia Civil para responder criminalmente por terem sido flagrados com o nível de álcool superior a 0,34 mg/l. Conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

A lei considera crime conduzir veículos com praticamente qualquer teor alcoólico no organismo. “A mesma medida aplica-se no caso de suspeita de uso de substância entorpecente, tóxica ou de efeitos análogos”. Quem for pego sofrerá punições que variam da multa até prisão carcerária. O homicídio praticado por um motorista alcoolizado será considerado doloso (com intenção de matar).

Da Ascom do BPTran Sgt Nunesando continuidade na Operação Lei Seca “Álcool Tolerância Zero”, o tenente coronel Paulo Sérgio comandante do BPTran/PB, comandou pessoalmente durante toda noite e madrugada do sábado para o domingo (22), blitz de fiscalização de trânsito, para coibir motoristas que costumam dirigir embriagados na capital paraibana. O BPTran colocou mais uma vez em diversos pontos da cidade, guarnições equipadas com o Bafômetro, e desta vez as operações se concentram na Avenida Epitácio Pessoa, via onde se registra maior numero de acidentes de trânsito de natureza grave.

Durante a operação 236 motoristas se submeteram ao teste de alcoolemia. 83 foram notificados, 40 tiveram a CNH recolhida, e 06 motoristas foram levados para a Delegacia de Polícia Civil para responder criminalmente por terem sido flagrados com o nível de álcool superior a 0,34 mg/l. Conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

A lei considera crime conduzir veículos com praticamente qualquer teor alcoólico no organismo. “A mesma medida aplica-se no caso de suspeita de uso de substância entorpecente, tóxica ou de efeitos análogos”. Quem for pego sofrerá punições que variam da multa até prisão carcerária. O homicídio praticado por um motorista alcoolizado será considerado doloso (com intenção de matar).

Da Ascom do BPTran Sgt Nunes