BESSA GRILL
Início » Notícias » Violência não diminui e polícia registra 25 assassinatos na Região Metropolitana de JP

Violência não diminui e polícia registra 25 assassinatos na Região Metropolitana de JP

31/03/2013 21:00

O feriadão da Semana Santa vem apresentando números alarmante da violência na Região Metropolitana de João Pessoa.

Os homicídios registrados desde às 13h da quinta-feira(28) até a noite deste sábado já somam 21 assassinatos.

Os último crimes aconteceram na noite deste sábado. Um homem ainda não identificado foi morto a golpes de faca no Bairro São José. De acordo com o Delegado Pedro Ivo, ele estava bebendo com amigos quando iniciou-se uma discussão. Um homem teria efetuado duas facadas contra a vítima, que morreu no local.

Mais um crime foi registrado no bairro dos Funcionários 1, na comunidade Jardim Guaíba. A vítima ainda não foi identificada.

O primeiro homicídio a acontecer dentro do horário estipulado como início do feriadão, ao meio-dia da quinta-feira, aconteceu no bairro do Vieira Diniz, em João Pessoa. Alan Delon, 16 anos, foi executado. Testemunhas contam que escutaram vários tiros e, quando chegaram ao local, o rapaz estava morto com mais de 10 disparos na cabeça. Segundo informações de populares, ele é morador do novo conjunto habitacional Residencial Jardim Veneza.

Durante a noite a polícia registrou um tiroteio no bairro de Cruz das Armas por volta das 19h. No local 3 pessoas foram baleadas e socorridas para o hospital de Trauma.  Luciano Santos Tavares, 19 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. Menos de duas horas depois, outro assassinato foi registrado no mesmo bairro. Severino Francisco de Paiva, 37, foi foi atingido por dez disparos de pistola. Ele estava num churrasquinho quando quatro homens chegaram em duas motos e efetuaram os tiros. A vítima foi socorrida por uma viatura da Força Tática do 1º Batalhão para o Hospital de Emergência e Trauma, mas não resistiu e morreu ao dar entrada na unidade.

Ainda na noite do dia 28, na cidade de Santa Rita, policiais do 7º BPM registraram dois homicídios. Um homem ainda não identificado foi assassinado a golpes de faca, na Rua do Cajueiro. Também no bairro Várzea Nova, em Santa Rita, um homem foi esfaqueado dentro de uma casa, e chegou a caminhar cerca de 100 metros, mas caiu sem vida no meio da rua. No local ninguém conhece a vitima, apenas informaram a policia que ele era morador do município de Cabedelo.

Minutos depois Leandro dos Santos Silva, 17 anos, foi assassinado com um tiro na testa. O crime aconteceu na comunidade Augustolândia. Léo, como era conhecido, morava na Rua Boa Vista e foi perseguido por um homem a pé, que efetuou um disparo a queima-roupas. A vítima ainda tentou fugir invadindo uma casa, mas morreu na sala.

Na cidade do Conde, aproximadamente às 21h, Israel da Silva, 34 anos, foi morto a tiros no Loteamento Carnaúbas, no centro da cidade do Conde. A vítima foi atingida por tiros na cabeça e na perna. Ele era ex-presidiário e já havia cumprido pena por furto, lei da Maria da Penha e tráfico de drogas. No local ninguém informou quem teria praticado o crime.

Já no início da manhã da sexta-feira Santa(29), as mortes não cessaram. E dessa vez Uma adolescente foi encontrada morta dentro de um riacho no final do bairro do Bessa. Ela foi morta com cerca de 17 facadas. A adolescente Taislane Ferreira de Oliveira, 14 anos, que morava em Tambaú. De acordo com a Polícia Militar, populares estavam caminhando pelo local quando perceberam um corpo boiando nas águas turvas do riacho. Ainda pela manhã, O ex-interno do CES, Antonio Junior de 17 anos, foi morto a tiros em Gurugi, distrito do Conde.

A tarde a cidade de Santa Rita voltou a ser palco de mais um assassinato. Joeferson Felipe de Oliveira, 21 anos, foi assassinado durante uma troca de tiros com a polícia. A polícia informou que os moradores da Rua da Macaíba ligaram para o 190 informando que estava ocorrendo um tiroteio no bairro. Quando a viatura da Força Tática, comandada pelo tenente Ulisses, chegou no local encontrou três homens armados na rua. Houve troca de tiros e Joeferson Felipe foi atingido no rosto e abdômen. Ele ainda chegou a ser socorrido para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa por uma viatura, mas morreu. No fim do dia, no bairro do Altiplano, um presidiário do regime semi-aberto foi morto em casa. Segundo testemunhas, dois homens chegaram em uma moto e efetuaram os disparos.

A noite, a violência não deu trégua. Um homem conhecido por Nininho foi morto na avenida Tancredo Neves, no bairro de Mandacaru. No local havia a informação de que eles teriam assaltado o posto de gasolina da avenida Epitácio Pessoa, em frente a Igreja Universal.

No distrito Industrial, Elcid Batista Pinheiro, 31, foi vítima de disparos de arma de fogo. Ele foi socorrido em um carro particular para o Hospital de Trauma, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Durante a madrugada do sábado(30), João Paulo, 25, foi morto a facadas pelo próprio irmão. De acordo com informações, João Paulo, que é usuário de drogas, teria entrado na casa da sua mãe e quebrado tudo. O irmão da vítima teria chegado e, revoltado com a atitude do irmão, o executou.

Outros três crimes foram registrados na tarde deste sábado. por volta das 13h, no bairro de Mandacaru, na capital, um outro adolescente foi baleado e morreu após dar entrada no Hospital de Trauma de João Pessoa. No município de Santa Rita, na Grande João Pessoa, um adolescente de 16 anos foi assassinado enquanto bebia em uma bar. De acordo com informações de testemunhas à polícia, um homem se aproximou do adolescente e atirou várias vezes. Por volta das 17h, um homem de 20 anos foi morto a tiros dentro de uma casa no Altiplano, em João Pessoa. De acordo com a Polícia Militar, a vítima teria sido assassinada no lugar do seu irmão. Durante os disparos, uma criança de 12 anos e uma adolescentes de 16 anos foram atingidas e levadas para o Hospital de Trauma de João Pessoa.

A polícia tem dado início as buscas pelos responsáveis pelos crimes e iniciado as investigações para os devidos esclarecimentos das ocorrências.

Dupla da moto preta executa jovem no meio da rua no Castelo Branco

thb1_13o81871f68738796t41o4_fotoNo final da tarde, mais um jovem foi vítima do tráfico de drogas na capital. Jeferson Caio Alves de Souza, 20 anos,  foi assassinado no meio da rua Francisca Morrone, no bairro do Castelo Branco, depois que dois homens efetuaram disparos de armas de fogo contra ele e fugiram numa moto Honda Fun  de cor preta.

Parentes do rapaz revelaram que ele tinha envolvimento com drogas e já havia tentado matar alguém no mesmo bairro onde morreu, mas nunca passou pela polícia.

Os acusados desse crime não foram localizados.

Jardineiro é assassinado durante bebedeira nos Funcionários I em JP

O jardineiro Jonathan Micael Feitosa Barbosa, 18 anos, foi assassinado com quatro tiros no inicio da madrugada deste domingo (31).

O crime aconteceu em uma vila na Cidade dos Funcionários I, onde a vitima estava bebendo com um amigo.

A mãe da vitima disse a policia que escutou os disparos, quando saiu para verificar, deparou-se com o filho agonizando.

O vizinho que estava bebendo com Jonathan, desapareceu depois do crime. A policia vai investigar se ele fugiu para não morrer, ou foi o autor dos disparos que mataram o Jardineiro.

Adolescente é perseguido e morto à tiros no Valentina

Por volta das 10h30 da manhã deste domingo, o adolescente Israel Sousa (16) foi morto a tiros próximo ao City Park, no bairro do Valentina, zona Sul da Capital.

A polícia informa que o jovem estava com um amigo quando dois homens chegaram atirando em uma moto. O outro rapaz conseguiu fugir, mas Israel foi atingido e morreu no local.

As autoridades informam que esse crime pode ter relação com tráfico de drogas.

Suspeito de vários homicídios em João Pessoa é assassinado em Santa Rita

Erivan da Silva Jaquim (32) foi morto com cinco disparos de armas de fogo, no bairro Alto das Populares, em Santa Rita.

No momento do crime, ele estava de bicicleta quando foi rendido por dois homens armados. Os acusados efetuaram o primeiro disparo nas costas e a vítima ainda tentou correr por uns 30 metos, mas não resistiu e sofreu vários tiros, até falecer no local.

De acordo com a polícia, ele era acusado de pratica aassaltos nos bairros da zona Oeste de João Pessoa e pode ter sido responsável por pelo menos seis homicídios no Alto do Mateus e Ilha do Bispo.

Os responsáveis pelo assassinato não foram localizados.

Redação com 190Pb