Partidos políticos definiram 13 candidatos à Presidência da República; apenas cinco se registraram junto ao TSE

 
iG São Paulo

Partidos políticos definiram 13 candidatos à Presidência da República; apenas cinco se registraram junto ao TSE

Apenas 5 dos  13 candidatos à Presidência da República definidos pelos partidos durante as convenções nacionais já registraram suas chapas junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O prazo para os demais cumprirem essa etapa do processo eleitoral se encerra às 19h de quarta-feira (15).

Já estão registradas no TSE as candidaturas de Guilherme Boulos (PSOL, com apoio do PCB), Geraldo Alckmin (PSDB, coligado com PTB, PP, PR, DEM, SD, PPS, PRB e PSD), Cabo Daciolo (Patriotas) , Vera Lúcia (PSTU) e Ciro Gomes (PDT, com apoio do Avante).

Ciro foi o último a pedir registro de sua candidatura, que terá a senadora Kátia Abreu (PDT-TO) como vice. Esta será a terceira eleição presidencial que Ciro Gomes disputará. O candidato declarou R$ 1,7 milhão em bens, incluindo casa, apartamentos, carros e depósitos em conta corrente e poupança. Já a candidata a vice-presidente declarou um patrimônio de R$ 2,6 milhões.

O ról de presidenciáveis que ainda não obtiveram o protocolo de registro da candidatura é composto por Álvaro Dias (Podemos), Henrique Meirelles (MDB), Jair Bolsonaro (PSL), João Amoêdo (Novo), João Goulart Filho (PPL), José Maria Eymael (DC), Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Marina Silva (Rede).

PT fará marcha em frente ao TSE para registrar candidatura de Lula

Preso desde abril após condenação na Lava Jato, o ex-presidente Lula será lançado candidato nas horas finais do prazo definido pela Justiça Eleitoral. O Partido dos Trabalhadores convocou, para as 16h de quarta-feira,  uma marcha em frente ao TSE para apoiar o registro da candidatura de Lula .

A chapa do PT para a eleição presidencial é formada pelo líder do partido e por Fernando Haddad, que é atualmente o candidato a vice-presidente e atuará como ‘porta-voz’ de Lula. O plano da coligação formada com o PCdoB, no entanto, prevê que a jornalista Manuela D’Ávila asusma a condição de vice mais adiante. 

Caso a Justiça rejeite a candidatura de Lula, Haddad deve ser lançado à Presidência , com Manuela como vice. O prazo para o Tribunal Superior Eleitoral julgar a validade do pedido de registro de candidaturas vai até 17 de setembro, e os partidos têm até 20 dias antes do pleito para substituirem seus representantes nas urnas.

www.reporteriedoferreira.com.br    *Com informações da Agência Brasil