O ex-presidente do PSB na Paraíba, Edvaldo Rosas, viu com naturalidade a nova formação da executiva do partido no estado,  ocorrida após a sua saída oficial e desejou sorte ao grupo. Além de Rosas também saíram oficialmente da executiva o governador João Azevêdo e o senador Veneziano Vital do Rêgo.

Apesar das declarações diplomáticas, ele revelou mágoas com o rumo que a sigla está tomando no estado.

“Muito ruim para a história do partido na Paraíba me dediquei ao partido, não só eu como outros companheiros e de repente acontece o que aconteceu. Pela falta de respeito da executiva, mas desejo sorte.” declarou demonstrando que ainda guarda mágoas pelo ocorrido na sigla, que o destituiu do seu posto.

Rosas afirmou ainda que o governador João Azevêdo não tem pressa para deixar o partido e que definição pode acontecer até abril, prazo final para as definições.

 

www.reporteriedoferreira.com.br /Pbagora