BESSA GRILL
Início » Notícias » Quinta-feira violenta: Polícia registra três assassinatos na região metropolitana de JP

Quinta-feira violenta: Polícia registra três assassinatos na região metropolitana de JP

30/05/2014 13:18

A polícia registrou três assassinatos na noite de quinta-feira, 29, na Região Metropolitana de João Pessoa, sendo dois na cidade de Cabedelo. Em nenhum dos casos, o suspeito foi detido.

Na Rua Monsenhor José da Silva Coutinho, bairro de Camalaú, em Cabedelo foi assassinado Erick Lma do Nascimento, 19 anos. Ele era envolvido com droga e, no local do crime, familiares disseram que deram vários conselhos e já esperada essa situação.

No bairro do Renascer, na rua São Sebastião ainda em Cabedelo, foi morto a tiros Antônio Vieira Monteiro, de 27 anos.

Ele foi assassinado com dois tiros, que atingiram um dos braços e o tórax. No local do crime, sobre o corpo, foi encontrada uma pedra. A vítima residia em Mangabeira e quando foi baleado ainda saiu andando e caiu praticamente dentro de um mangue no Renascer.

Em João Pessoa, na rua Antônio Lira, bairro de Tambaú, a vítima de assassinato foi um homem de identidade desconhecida. O corpo foi encontrado dentro de um imóvel abandonado.

Também na noite de ontem, pelo menos cinco pessoas foram socorridas para o Hospital de Emergência e Trauma, vítimas de disparos de arma de fogo. No bairro Eitel Santiago, na cidade de Santa Rita, na região metropolitana da Capital, cinco pessoas foram baleadas durante uma troca de tiros na noite desta quinta. As vítimas estavam em uma esquina quando homens em motocicletas passaram atirando.

Segundo o tenente coronel, Júlio Cesar, comandante do 7º Batalhão de Polícia Militar da cidade, os suspeitos tentaram matar uma pessoa que seria testemunha de um assassinato.

“Suspeitamos de que uns jovens tentaram matar uma testemunha de acusação do comparsa deles, que está preso. As pessoas que estavam na hora revidaram a tiros e quatro foram baleados. Os feridos foram levados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Tibiri II e transferidos para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. Porém, as vítimas não correm risco de morte”, disse o comandante.