BESSA GRILL
Início » Notícias » Quatro anos depois; Dunga é o novo técnico da Seleção Brasileira.

Quatro anos depois; Dunga é o novo técnico da Seleção Brasileira.

Dunga comandou a Seleção Brasileira entre 2006 e 2010, em sua primeira experiência como técnico. Na ocasião, o técnico conquistou o título da Copa América de 2007 e da Copa das Confederações em 2009, além de terminar as eliminatórias para a Copa de 2010 em primeiro lugar.

20/07/2014 20:33

Dunga novo técnicoQuatro anos depois, Dunga está de volta ao comando da Seleção Brasileira. Segundo a Rádio Jovem Pan, o treinador está confirmado para ser o substituto de Felipão e será apresentado na próxima terça-feira, às 11h, na sede da CBF, junto com o restante da nova comissão técnica.Segundo as informações, o nome de Dunga foi aprovado pelo novo coordenador técnico da Seleção Brasileira, Gilmar Rinaldi, o presidente da CBF, José Maria Marin, e o futuro presidente da CBF, Marco Polo Del Nero.
Mais experiente após a primeira passagem pela Seleção Brasileira e o comando do Internacional, Dunga terá a missão de substituir Felipão e levantar o moral da equipe, que foi goleada nos dois últimos jogos da Copa do Mundo deste ano, realizada no país.
Dunga estava prestes a acertar sua ida para comandar a Seleção Venezuelana, com objetivo de levar o futebol do país pela primeira vez a uma Copa do Mundo. No entanto, a proposta da Seleção Brasileira agradou mais e ele preferiu assumir o comando do futebol brasileiro.
Dunga comandou a Seleção Brasileira entre 2006 e 2010, em sua primeira experiência como técnico. Na ocasião, o técnico conquistou o título da Copa América de 2007 e da Copa das Confederações em 2009, além de terminar as eliminatórias para a Copa de 2010 em primeiro lugar. No mundial, a Seleção acabou eliminada pela Holanda nas quartas de final. Foram 60 jogos, 42 vitórias, 12 empates e seis derrotas
Além de Dunga, outros nomes eram ventilados como possíveis técnicos da Seleção Brasileira. Os mais cotados eram Tite e Muricy Ramalho. Além deles, outros foram especulados, como os chilenos Jorge Sampaoli e Manuel Pellegrini, Zico, José Mourinho, Marcelo Oliveira e Leonardo.
Redação com Jovem Pan.