BESSA GRILL
Início » Notícias » Precisando de socorro mulher não é atendida por Samu que alega falta de equipe

Precisando de socorro mulher não é atendida por Samu que alega falta de equipe

Mulher topou numa pedra solta na rua, caiu, mas Samu alegou falta de equipe para atendimento

22/11/2013 10:55

A indisponibilidade de equipe do Samu fez com que a dona de casa Maria Joselina Costa esperasse quase uma hora para ser socorrida. Ela caiu na Praça Dom Ulrico, centro de João Pessoa e os primeiros atendimentos foram feitos por alunos de uma faculdade.

Segundo pessoas que estavam no local, por volta das 9h10 a mulher, que reside na rua São Mamede, próximo ao local da ocorrência tropeçou em uma pedra solta e caiu. Ela machucou o braço esquerdo e bateu com as costas no chão.

Imediatamente foi solicitada a presença do Samu, mas o médico que atendeu (não teve o nome revelado) disse que todas as equipes de plantão estavam em atendimento e iriam demorar para chegar ao local.

Quarenta minutos depois chegou uma ambulância do Corpo de Bombeiros, fez os procedimentos iniciais e depois conduziu a paciente para o hospital de Emergência e Trauma.

A cabo Marta Araújo, que estava a frente da equipe disse que a demora para chegar no local foi o trânsito, onde motoristas não respeitaram o pedido de passagem por meio das sirenes da ambulância.

Enquanto isso, o atendente do 192 (número de emergência do Samu) disse para a reportagem do WSCOM que somente na região de João Pessoa existem sete ambulâncias para o plantão diário, mas três estão “baixadas” (isto é, sem funcionar) e as outras quatro estavam em atendimento.

Da Redação