BESSA GRILL
Início » Internacionais » Político búlgaro escapa de tentativa de assassinato após arma falhar

Político búlgaro escapa de tentativa de assassinato após arma falhar

Líder de minorias turca e muçulmana na Búlgaria sofreu atentado enquanto discursava em evento de seu partido

20/01/2013 20:29

atentadoO líder do Movimento pelos Direitos e pela Liberdade da Bulgária, Ahmed Dogan, escapou de uma tentativa de assassinato neste sábado (19/01) de forma surpreendente.

O político, vinculado aos turcos no país, estava discursando no Palácio Nacional da Cultura em Sofia quando um jovem invadiu o palco e apontou a arma em sua cabeça. Em uma rápida movimentação, o atirador apertou o gatilho, mas a arma falhou. Os seguranças logo tomaram conta do local e detiveram o homem, identificado por jornais locais como Oktai Enimehmedov.

De acordo com as agências locais, o atirador recebeu maus tratos por oficiais búlgaros, aparecendo com o rosto ferido em diversas fotografias tiradas horas depois do acidente na delegacia.

“Ele não estava bem, tinha muito sangue em seu rosto”, afirmou o promotor Nikolay Konikov. “Ele nos contou a sua versão sobre o que teria o motivado, mas não vou discutir isso agora”, acrescentou ele.

Além da arma, Enimehmedov portava duas facas. O jornal Sofia Globes relatou que o jovem já tinha passagem pela polícia por posse de entorpecentes em 2010 e danos corporais em 2006.

Quanto ao político turco de 58 anos, ele não teve ferimentos. “Ahmed Dogan está bem de saúde. Tudo está sob controle”, afirmou um membro do movimento à agência Reuters.

O partido de Dogan representa os turcos e muçulmanos na Bulgária, que representam 12% da população do país. A conferência na qual aconteceu o atentado seria para marcar uma nova eleição para escolher um novo líder que substituísse Dogan, informou a Associated Press.

A cena do atentado, que durou poucos segundos, foi filmada e publicada nas redes sociais. Confira o vídeo abaixo: