BESSA GRILL
Início » Notícias » Policial que matou vizinho se entrega, confessa crime, mas fala em lapso

Policial que matou vizinho se entrega, confessa crime, mas fala em lapso

Após passar por exame de corpo delito, o policial foi levado para a 4a Companhia de Polícia Militar

31/12/2013 08:30

O agente da Polícia Rodoviária Federal, Mozart Ribeiro, acusado de matar o vizinho o engenheiro Oswaldo Neiva Filho, no condomínio fechado Residencial Cabo Branco Privê, no último dia 26, se entregou na tarde desta segunda-feira, 30, na Central de Polícia.

Ele confessou o crime, mas de acordo com a delegada Roberta Neiva, disse ter tido um lapso de memória e não se lembrar de tudo que aconteceu na tarde do crime.

Após passar por exame de corpo delito, o policial foi levado para a 4a Companhia de Polícia Militar onde ficará inicialmente a disposição da Justiça.

Entenda o caso

O policial e o engenheiro moravam em um condomínio de luxo na Capital e na tarde do dia 26 se desentenderam enquanto bebia com outros vizinhos por conta das regras de segurança do condomínio. A turma do deixa disso separou os dois e cada um foi para sua casa.

A vítima foi para o quarto dormir e o acusado foi para casa, pegou a arma em seguida invadiu a casa do construtor, arrombou a porta do seu quarto e disparou três vezes contra ele. Oswaldo ainda foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

Colisão na Br-230

Viatura, Polícia, GiroflexUm caminhão de transporte de combustível envolveu-se em uma colisão com um carro na tarde desta segunda-feira (30). O acidente aconteceu na BR-230, sentido João Pessoa / Cabedelo.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o veículo estava em alta velocidade na faixa esquerda, quando colidiu com um carro. Com o impacto, o caminhão ficou atravessado em posição de L na pista.

O trânsito ficou bloqueado na via. Segundo a PRF, o tráfego fluiu em pouco tempo. Não houve nenhum ferido neste acidente.