BESSA GRILL
Início » Notícias » Policial Militar suspeito de matar taxista a tiros continua foragido

Policial Militar suspeito de matar taxista a tiros continua foragido

Taxista havia saído de casa e se encontrou com o militar que já estava armado

27/11/2013 10:47

 

121 taxistaCorpo do taxista ficou no meio da rua até ser removido para a GEMOL

A polícia ainda não localizou o sargento reforma do Exército Fernando Ribeiro, de 71 anos. Ele é apontado como autor do assassinato do taxista Gilberto Barbosa da Silva, 49 anos, ocorrido na manhã desta quarta-feira, 27, no bairro do Valentina Figueiredo, em João Pessoa.

Segundo colheu a polícia, por volta das 6h o taxista saiu de casa, na rua Antônio Cunha Filho para resolver problemas particulares quando foi surpreendido pelo militar aposentado que de arma em punho e sem nada falar, efetuou os disparos contra Gilberto que morreu no local.

Consta de informações colhidas pela polícia que vítima e acusado, que eram vizinhos, já tinham um histórico de inimizade por causa da construção de um muro que faz divisa com as casas dos envolvidos. Inclusive a esposa do taxista, Taciana Brandão havia comparecido no último dia 19 à delegacia onde havia prestado queixa.

Taciana disse ainda que as brigas se tornaram constantes, tendo o taxista prestado queixa afirmando que sofria ameaças de morte por parte do militar reformado. O corpo do taxista foi removido para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal – GEMOL.