BESSA GRILL
Início » Notícias » Policia prende três acusados de matar policial no José Américo

Policia prende três acusados de matar policial no José Américo

Policial militar era corretor de imóveis e estava trabalhando

16/08/2013 02:34

 Três dos quatro acusados de envolvimento na morte do soldado Ozimarde Oliveira,34 anos,  foram detidos e conduzidos para a Central da Polícia na noite desta quinta-feira (15). O policial militar foi morto por volta de 13h50 numa imobiliária no bairro José Américo, em João Pessoa, onde trabalhava como corretor. O terceiro acusado foi identificado como ‘Gilberson Cowboy’ e é filho de um policial militar. Ele foi localizado próximo à Praça da Independência por volta de 19h45.

A primeira informação era de que o militar tinha sido baleado durante uma tentativa de assalto a uma imobiliária. No entanto, durante as investigações, a polícia apurou que os quatro acusados entraram no local e já foram efetuando os disparos. O soldado foi atingido por um tiro na cabeça e dois no peito.

Os acusados utilizaram um veículo Peugeot 206 de cor preta e placa MNF 1578. Horas depois do assassinato, através de uma denúncia anônima, a polícia localizou o carro em uma mata no bairro de Água Fria.

“Um dos criminosos, o dono do veículo, compareceu à Central de Polícia, por volta de 14h30, com o intuito de registrar o roubo do carro, o Peugeot preto. Quando conversamos com ele detectamos que ele estava muito nervoso. Ele entrou em contradição durante o depoimento”, explicou o gerente executivo da Polícia Civil Metropolitana Wagner Dorta.

Ainda segundo o delegado, o Júnior Guilherme confessou, na presença do advogado, a participação do homicídio. Ele é corretor de imóveis e informou que estava dirigindo o carro usado durante o falso assalto.

A motivação do crime ainda é desconhecida. “A primeira informação é de que foi um assalto, mas temos que ter cautela para apontar o motivo real”, completou Dorta.

Nas horas vagas, segundo a polícia, a vítima trabalhava como corretor de imóveis. O militar tinha 35 anos e trabalhava no Palácio do Governo. Ele chegou a ser socorrido para o Ortotrauma, no bairro de Mangabeira, mas já chegou em óbito.

Crime planejado
Durante um diálogo no Facebook, Júnior Guilherme e Yang Brandão postam mensagem sugerindo o planejamento do crime. A postagem foi feita nesta quarta-feira (14).

O policial militar Ozimar Oliveira levou três tiros e morreu a caminho do Ortotrauma

Gilberson Cowboy está sendo acusado de efetuar os disparos

Júnior Guilherme, corretor de imóveis e dono do veículo usado no crime

Yang Brandão estava com os acusados no veículo